terça-feira, 29 de maio de 2012

PASTOR afirma que não considera o casamento uma instituição eterna

Pastor “famoso” por realizar casamentos de celebridades afirma que o casamento não é eterno

O pastor Luiz Longuini, 54 anos, reverendo da Igreja Presbiteriana do Rio Comprido, é considerado o queridinho das celebridades cariocas para a celebração de casamentos. Professor de Teologia e Filosofia, com doutorado na Alemanha, o pastor habilitado a realizar casamentos com efeito civil.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Polêmico, Longuini, que está no quarto casamento, afirma que não considera o casamento uma instituição eterna e conta que já fez cerimônias inusitadas, como uma em Salvador, onde baianas abençoaram os padrinhos e os noivos ao som de atabaques, que tocaram durante toda a cerimônia. Ele conta ainda de uma noiva que pediu que ele se apresentasse como padre, para agradar sua família que é católica.
Coma a agenda cheia, e guardada sob sigilo, Longuini já realizou milhares de casamentos, entre eles o de Arlindo Cruz e Babi, no último dia 13. Ele explica que nas cerimônias que realiza faz um diálogo entre a teologia e a cultura, com uma mistura de poesia e filosofia, samba, rock e música caipira.
Em entrevista ao IG, o pastor foi questionado do porque se ser o proferido de celebridade, como Juliana Paes, e respondeu afirmando: “A postura que assumo perante o casal, a família e os convidados é ecumênica, de aceitação da realidade de todos. Não imponho fórmula ou doutrina. Não falo de religiosidade, mas de espiritualidade. O centro da espiritualidade é o amor. Faço um diálogo entre a teologia (Bíblia) e a cultura com citações de poemas, músicas, filmes, teatro”.
O pastor afirma já ter feito mais de 1200 casamentos e na lista de famosos casados por ele destaca: a atriz Lavínia Vlasak e Celso Colombo Neto; a atriz Juliana Paes e Carlos Eduardo Baptista (empresário), a atriz Déborah Secco e o jogador de futebol Roger, o meia tricolor Thiago Neves e Marcella, Fabio Porchat e Patrícia Vasquez, Arlindo Cruz e Babi.
O pastor falou também do preço que cobra para realizar as cerimônias. “O preço está relacionado com minha agenda, local, tipo de cerimônia. Uma cerimônia em Búzios, em Angra ou em Salvador ou São Paulo não custa o mesmo que no Rio”, explica.
Leia na íntegra a entrevista do pastor:
Onde o senhor nasceu e está há quanto tempo no Rio de Janeiro?
LONGUINI: –Nasci em Jaú (SP), em uma fazenda cafeeira. Tenho orgulho de ser caipira. Nunca deixei minhas raízes. Vim para o Rio e fiquei até 1990. Fui para a Alemanha fazer doutorado e voltei em 1995. Sou pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil há 32 anos. Sou professor universitário e trabalhei com igrejas periféricas e em favelas.
Quantos casamentos já realizou? E de famosos?
Aproximadamente 1.200 casamentos. Entre famosos, a atriz Lavínia Vlasak e Celso Colombo Neto; a atriz Juliana Paes e Carlos Eduardo Baptista (empresário), a atriz Déborah Secco e o jogador de futebol Roger, o meia tricolor Thiago Neves e Marcella, Fabio Porchat e Patrícia Vasquez, Arlindo Cruz e Babi.
Qual foi mais marcante?
O da Juliana Paes foi um marco, dividiu minha carreira. Depois celebrei o da irmã dela, mantive um elo com a família. Mas todos são importantes e especiais porque a estrutura que sigo, o estilo e a espiritualidade são os mesmos que fiz para minha filha e meu filho. Casei os dois.
No casamento de Arlindo Cruz, Babi respondeu que sim desta forma: ‘Esperei 26 anos por isso: sim!’ Lembra de outros momentos divertidos?
Fábio Porchat, na hora do sim, gritou e tapou os ouvidos. A esposa dele disse: ‘Vou pensar um pouco’ e fingiu que sairia correndo do altar. Os padrinhos estavam de chinelos em homenagem a Porchat, que adora o calçado. Houve uma noiva que pediu para eu me apresentar como padre porque a família era muito católica. Eu disse: ‘Padre, não. Mas posso falar que sou sacerdote’. Ela ficou satisfeita. Todas essas histórias estão sendo registradas num livro que será publicado em breve, com nomes fictícios.
Como surgiu a proximidade com celebridades?
O primeiro (casamento de celebridade) foi o da Lavinia Vlasak. Depois, o da Juliana Paes. Quem me indicou para a Juliana foi um diretor de TV que não sei quem é até hoje. Vou conhecê-lo em breve.
Juliana Paes declarou que nunca esqueceria o que o senhor falou na cerimônia. Por que tanta gente o procura?
Tenho algumas intuições. A postura que assumo perante o casal, a família e os convidados é ecumênica, de aceitação da realidade de todos. Não imponho fórmula ou doutrina. Não falo de religiosidade, mas de espiritualidade. O centro da espiritualidade é o amor. Faço um diálogo entre a teologia (Bíblia) e a cultura com citações de poemas, músicas, filmes, teatro. Também o fato de celebrar o casamento em casa de festas ou clubes e de realizar o religioso e o civil no mesmo local. No casamento de Juliana Paes, usei um conto de José Saramago sobre uma aldeia de sua infância em que toda a vida era permeada pelo badalar de sinos. Ouvir o sino interior é a grande lição da vida. Juliana e Eduardo ouviram o sino quando se conheceram.
O senhor se inspira em fontes distintas, de Raul Seixas, Pablo Neruda a Martin Luther King Jr….
Faço uma cerimônia com os quatro elementos da natureza: fogo, terra, água e ar. Está numa música do Raul Seixas, mas é a base filosófica de Empédocles de Agrigento. Como sou professor de Filosofia, utilizo muita coisa. Também Mário Quintana, Carlos Drummond de Andrade, Cora Coralina, Pena Branca e Xavantinho, Geraldo Azevedo, Eliomar, Tonico e Tinoco, Rolando Boldrim, Renato Teixeira, Almir Sater.
Tem uma fórmula para construir o discurso?
É um método. O diálogo entre a teologia e a cultura. Muitos teólogos fazem. Minha originalidade talvez seja fazê-lo em casamentos e relacionar com a vida dos noivos. Gosto de dizer que Jesus ouvia Tom Jobim e, no casamento do Arlindo, disse que Jesus gostava de ouvir Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Beth Carvalho, ao que o Zeca completou: gostava e gosta. Usei como tema da pregação a pergunta ‘o que é o amor?’, mostrando que nem poetas e nem Rei Salomão conseguiram definir. Terminei lendo a música do Arlindo ‘O que é o amor’ sem dizer que era dele. Todos sabiam e aplaudiram.
O senhor também gosta do universo sertanejo.
Prefiro música caipira raiz. É o mundo de onde venho. Pensei que um dia havia deixado minha terra Jaú, mas ela nunca me deixou. Cito sempre Cora Coralina. Não devemos deixar o quintal de casa.
Qual o local mais inusitado em que o senhor celebrou um casamento?
Faço casamentos em casas, apartamentos, clubes, casa de festas, clube de campo, praia. Houve um em Salvador, na Praia de Itapuã. Fiquei de costas para o mar, os noivos e os convidados olhando o mar. Baianas abençoaram os padrinhos e os noivos e quatro atabaques soaram o tempo todo. Tudo era muito poético e lindo. Foi entardecendo e eu terminei a cerimônia citando Dorival Caymmi. Como não podia deixar de ser.
O senhor está no quarto casamento. Como passa a mensagem de que o casamento é eterno?
Não creio que o casamento seja eterno como instituição. Eterno é o amor. Há grande diferença entre a concepção católica romana e a protestante. Para católicos, o casamento é um sacramento. Para nós, não: é união que recebe a bênção de Deus, mas aceitamos o divórcio. Não significa a banalização do casamento, mas a possibilidade de reconstruir uma nova vida em amor e fidelidade. Sou a favor da vida e do amor. As relações são passíveis de erros e acertos. O casamento também.
Este mês como está sua agenda de casamentos? Outro casal famoso?
Em maio, celebro 10 (contando com o de Arlindo Cruz e Babi). Isso sempre acontece com muito sigilo. Os noivos pedem. Mas a minha agenda para este ano está cheia e para 2013 já está aberta e com muita coisa agendada.
Quanto custa a sua cerimônia?
É algo que não discuto com os noivos de saída. Faço muitas sem cobrar nada, porque gosto e porque é minha profissão. O preço está relacionado com minha agenda, local, tipo de cerimônia. Uma cerimônia em Búzios, em Angra ou em Salvador ou São Paulo não custa o mesmo que no Rio.
Fonte: Gospel+

Igreja Cristã Contemporânea será sede de grupo de apoio a adoção voltado para o público gay


Nessa segunda feira  foi inaugurado no Rio de Janeiro o “Grupo de Apoio a Adoção: Famílias Contemporâneas” na sede da Igreja Cristã Contemporânea em Madureira, zona norte da cidade. O grupo tem como foco apoiar a adoção homoparental.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O grupo afirma que sua criação “teve como origem a iniciativa de pais que se associaram com o objetivo de apoio mútuo e troca de experiências da adoção com as finalidades: A primeira é a de educação e informação, assim como de apoio e acompanhamento dos processos emocionais de seus participantes em relação ao tema da adoção, a segunda é a de trabalhar com a adoção como projeto social”. E a unidade que será inaugurada nessa segunda será a primeira voltada para o púbico homossexual.
A igreja onde funcionará o grupo é liderada pelos pastores gays Fabio e Marcos, que vivem em união estável há seis anos e estão com a guarda provisória de dois meninos, de 8 e 9 anos.
A assessoria de imprensa da igreja explicou a motivação pra criar o grupo, afirmando: “Com a decisão do STF que equiparou as uniões estáveis entre pessoas do mesmo sexo à entidade familiar vislumbrou-se a necessidade da formação de grupos que apoiem estas novas famílias frutos da adoção homoparental, nascendo a assim este GAA pioneiro no país: ‘Famílias Contemporâneas’”.
O grupo será coordenado pelas advogadas Guilia e Dália, e contará com apoio do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), da Comissão de Direito Homoafetivo OAB-RJ e da Igreja Contemporânea.
Fonte: Gospel+

Pesquisadores afirmam terem descoberto data exata da crucificação de Jesus

Pesquisadores afirmam terem descoberto data exata da crucificação de Jesus, relacionando dados científicos com passagem bíblica

Uma pesquisa científica publicada na Revista Internacional de Geologia, aponta em seu relatório para a descoberta da data da crucificação de Jesus Cristo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Segundo o relatório, os pesquisadores realizaram estudos geológicos aprofundados sobre tremores de terra na região de Jerusalém, e no Mar Morto, com o exame de três faixas territoriais da praia Ein Gedi Spa, localizada a 13 quilômetros da capital israelense.
De acordo com a revista, os pesquisadores se basearam nos relatos de Mateus 27: 50, 51 para direcionar seus estudos: “E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito.
E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras”.

Os estudos foram motivados pelo debate em torno da data de crucificação de Jesus, que tem envolvido ao longo dos anos, teólogos, historiadores e cientistitas.
Para o geólogo Jefferson Williams, “o dia e a data da crucificação são conhecidas com um grau razoável de precisão. Mas o ano tem sido colocado em questão”, afirmou em depoimento ao Discovery News Channel.
O relatório define a sexta-feira, 03 de Abril do ano 33 da era cristã, como a data exata da crucificação de Jesus.
Fonte: Gospel+

DEBORAH SECCO

Deborah Secco afirma que sem Deus “não teria conseguido interpretar Bruna Surfistinha”
A atriz Deborah Secco deu declarações sobre sua fé em entrevista recente, ao realizar um ensaio fotográfico para a revista UMA, Deborah, que já atuou em várias novelas da rede Globo, disse que Deus é muito presente em sua vida e que, “sem Ele não teria conseguido interpretar Bruna Surfistinha”.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O personagem ao qual Deborah se refere foi interpretado pela atriz no filme “O doce veneno do escorpião”, embasado no livro que conta a história da ex-prostituta de Raquel Pacheco, conhecida como Bruna Surfistinha.
Ainda mencionando sobre sua fé em Deus, Deborah Secco disse que sem “Sem Ele não seria capaz de fazer nada”. Ela inda revelou ter feito um pacto com o amor e declarou, “esse sentimento é o que move minha vida hoje”.
Fonte: Gospel+

SILAS MALAFAIA


Líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo fala sobre a Marcha para Jesus, gays, aborto, política e dízimo. 

iG: Qual é a principal mensagem transmitida na Marcha para Jesus?

Silas Malafaia: Ela é baseada em quatro princípios que acreditamos: em favor da liberdade de expressão, da vida, da liberdade religiosa e da família tradicional composta por homem, mulher e seus filhos. Marcamos as posições que defendemos.

iG: Isso ficou claro no evento realizado no ano passado em São Paulo, quando foram abordados temas como a união gay e o aborto. Uma de suas bandeiras é ser contra o projeto de lei que criminaliza a homofobia. Por quê?

Silas Malafaia: Deixa eu te falar uma coisa, amigo. Os grupos ativistas gays passam de usuários da liberdade de expressão para censores. Essa lei, como está aqui no Brasil, não existe em nenhum lugar do planeta Terra. Ela fere frontalmente a Constituição, é uma piada. A Constituição diz que ninguém pode ser cerceado por convicção religiosa, política ou filosófica. É uma lei do privilégio.

iG: Mas o senhor não acha que deveria ser feito algo para evitar as discriminações e agressões físicas aos gays?

Silas Malafaia: Não desejo que ninguém morra, ok? Mas os homossexuais dizem que foram assassinados 260 deles no ano passado. Cinquenta mil pessoas foram assassinadas no Brasil no ano passado. O número de homossexuais mortos representa 0,52%. Um dado que eles não falam: grande parte das mortes é resultado de briga de amor entre eles. Que papo é esse? No mínimo, uns 50%. Homofobia é falácia de ativista gay para manter verbas para suas ONGs para fazer propaganda de que o Brasil é um país homofóbico. Homofóbico uma vírgula, amigo.

"Não sou um mané e nem minha igreja é de idiotas", diz o pastor Silas Malafaia
iG: Por causa desses números, que o senhor considera baixos, a lei não precisaria ser criada?

 Silas Malafaia: É lógico! E tem outra, amigo. Na lei diz o seguinte: pena de três a cinco anos de cadeia para as pessoas que impedirem a presença de qualquer homossexual em locais públicos de sua relação afetiva. O lugar do culto, o templo, é garantido pela Constituição, mas o pátio da igreja não está. Significa que, se um casal de homossexuais estiver se beijando no pátio da minha igreja e eu colocar para fora, vou pegar de três a cinco anos de cadeia. Que história é essa? É uma aberração! No Brasil, pode-se criticar presidentes, políticos, ministros, pastores, padres, o diabo. Se criticar homossexual, é homofobia. Manda esses caras verem se eu tô na esquina!

iG: O senhor acredita que possa haver ex-gay?

Silas Malafaia: Se você quiser, eu te mostro. Existe uma associação de ex-gays. O cara que preside foi travesti em Roma, com silicone no peito e na bunda (ri). Ele é casado há dez anos. Ser homossexual é um comportamento, como tantos outros. Ninguém nasce homossexual. Não tem ordem cromossômica ou determinismo genético. Mas o cara quer ser gay? É um direito dele. E essa conversa do deputado federal gay de que a igreja evangélica provoca tortura física e psicológica para curar gays? Isso é um safado, mentiroso! Quando é que a igreja força alguém a deixar de ser gay? A igreja não cura, ela trabalha com uma palavra chamada libertação.

iG: E se o seu filho fosse gay, o que o senhor faria?

Silas Malafaia: Amaria 100% e condenaria sua prática 100%. Não deixaria de amá-lo, mas garanto que ia condenar. Há uma ideia na sociedade de que amar é ser tolerante e encobrir o erro do outro. Pelo contrário, amar é dizer a verdade e confrontar o outro para ajudá-lo a ser melhor.

iG: O presidente americano Barack Obama declarou recentemente ser a favor do casamento gay. O senhor acha que essa posição pode fortalecer o movimento gay?

 Silas Malafaia: Sim. Mas, pressionado, o presidente Obama está fazendo um jogo de uma cartada de alto risco. Se a eleição americana tivesse um republicano forte, com liderança, jamais o Obama abriria a boca para falar isso. É ruim, amigão.

iG: Ultimamente as telenovelas da Rede Globo costumam contar com personagens homossexuais. Qual é a sua opinião?

Silas Malafaia: (Irônico) Querido, muitos escritores da Globo são gays, né, irmão. O mais famoso deles é gay declarado. Escrevi uma carta para a direção da Globo dizendo o seguinte: imagina se na novela das 18h, das 19h, das 21h e nos humorísticos tivessem personagens evangélicos. Não ia ser uma chatice? Acho que sim. Eles estão caindo no ridículo porque já está ficando chato demais. E outra. Você já viu que os gays nas novelas são politicamente corretos? E os evangélicos são babacas, estúpidos, idiotas. Qual é o objetivo? Irmão, o ser humano é um ser social, que vive de identificação. A televisão é um instrumento poderoso para mudar comportamento.
: "Homofobia é falácia de ativista gay para manter verbas para suas ONGs"

iG: O senhor costuma dizer que a maior parte dos abortos é fruto de promiscuidade e irresponsabilidade. E em casos de estupro e de bebês anencéfalos, qual é a sua opinião?

Silas Malafaia: Irmão, sou contra qualquer tipo de aborto e te explico o motivo. Na gestação, o agente passivo é a mãe. O agente ativo é o feto, ele não é prolongamento do corpo da mãe. É o bebê que regula a estação da mãe, o líquido amniótico. Se não estivesse protegido por aquela capa, ele era expulso do corpo da mulher como um corpo estranho. Doa essa criança!

Relembre: STF libera o aborto de fetos anencéfalos no Brasil
iG: Algumas pessoas defendem a ideia de que muitas mulheres morrem em clínicas clandestinas de aborto. Se a prática fosse legalizada, isso não ocorreria. O aborto é uma questão de saúde pública?

Silas Malafaia: Saúde pública é proteger a mãe e o bebê. Não existe saúde pública protegendo a mãe e matando o bebê. Saúde pública é dar vida, longevidade.

iG: Em junho do ano que vem, a Igreja Católica vai realizar no Rio a Jornada Mundial da Juventude, com a vinda do Papa. O que o senhor acha da realização desse evento na cidade? Silas Malafaia: Parabéns para a Igreja Católica. Acho bacana a conscientização à juventude. Dou parabéns, não tenho nada contra.

iG: Foi veiculada na Rede Record, do bispo Edir Macedo, uma matéria atacando o apóstolo Valdemiro Santiago. Após a exibição, o senhor declarou que era o “sujo falando do mal lavado”
.
Silas Malafaia: Eu já defendi ambos em situações difíceis, até de perseguição. Não me arrependo. Critiquei a matéria porque quem é Macedo para falar de Valdemiro? Como ele pode fazer essas acusações? Ele tem que ficar quieto. Com que dinheiro foi comprada a Rede Record? Com a oferta de dízimos. Então ele não tem autoridade para falar. E o senhor Valdemiro, que vem batendo no Macedo, também não tem autoridade para falar. É feio para o Valdemiro cuspir no prato que comeu.

iG: Como é a sua relação atual com eles?

 Silas Malafaia: Mantenho distância dos dois por causa das posturas desleais que ambos tiveram comigo. O Valdemiro comprou o meu horário na TV, oferecendo uma quantia maior. Defendo o cara no meu programa quando outros descem o pau nele e ele vai por trás e compra o meu horário? (Indignado) Tenho princípio de caráter e moral, amigo. O Macedo eu defendi, sem ter me pedido, quando ele foi preso. Marquei minha posição. Aí, ele aumentou quase dez vezes o valor do horário que eu tinha na emissora dele para me colocar para fora porque não quis participar de um esquema político.

iG: Como era esse esquema?

 Silas Malafaia: Ele queria que eu me candidatasse em 1998 a deputado federal e neguei. Se ele tivesse caráter e falasse que não me queria mais na emissora dele, eu o teria respeitado. Sua atitude não foi só deselegante, como também faltou ética.
 Nem para o cargo de assistente de carimbador de vereador quero concorrer", diz Malafaia

iG: Tantos anos depois desse convite, hoje o senhor pensa em entrar para a política?

Silas Malafaia: Amigo, sou pastor. Sou um cara para influenciar, não para ser. Aqui no Estado do Rio, ajudei a eleger meu irmão (Samuel Malafaia - PSD) como terceiro deputado estadual mais votado e ajudei outros três deputados federais. Quero influenciar. Ser, nunca. Nem para o cargo de assistente de carimbador de vereador quero concorrer.

iG: Em 2009, houve uma polêmica com o jatinho que o senhor comprou nos Estados Unidos. Em quais situações ele é utilizado?

Silas Malafaia: Não tenho nada a esconder, irmão. Nunca enganei as pessoas que colaboram comigo. O avião era usado, custou três milhões de dólares e está em nome da Associação Vitória em Cristo. Sou presidente de uma instituição, viajo pra cima e pra baixo, ela tem fundos, meus parceiros são informados do que vou fazer e querem me acusar de quê? O Papa pode andar de jumbo. Mas pastor quando anda de avião é ladrão e está roubando o povo otário que não sabe nada.

iG: Como é o nível de escolaridade dos fiéis da sua igreja?

Silas Malafaia: Amigo, na minha igreja tem desembargador, procurador, empresários, pessoas fazendo doutorado e gente pobre também. A igreja evangélica tem todos os tipos de classe. Pensam que ela é formada por um bando de babacas iletrados e um malandro toma o dinheiro deles e faz o que quer. Igreja, como qualquer entidade sem fins lucrativos, não paga Imposto de Renda, mas é obrigada a declarar o movimento. Se eu estiver fazendo sacanagem, vou para o saco, irmão!

iG: E por que teve tanta repercussão aquele vídeo  em que o senhor pedia um mês de aluguel para plantar a semente da casa própria? Silas Malafaia: Vai ver o troço, rapaz (irritado). Fiz um vídeo para os membros da minha igreja. Uma campanha: se você acredita e quer, pegue um mês de aluguel, que pode ser dividido por um ano, e semeie pela fé como oferta na igreja, acreditando e crendo que Deus vai abrir uma porta para você ter uma casa própria. É para quem crê. Ninguém é obrigado.

iG: Não são por causa de iniciativas como essa que surgem os preconceitos?

Silas Malafaia: Filho, não posso prometer aquilo que não tenho poder para dar. Uma coisa é dizer (eleva o tom de voz): me dê uma oferta que você vai comprar a sua casa própria. Outra coisa é dizer (abaixa o tom de voz): meus irmãos, quero fazer uma campanha de fé para quem desejar. Se você não crê, não faça. Quer ir à minha igreja para ver os testemunhos de quantas pessoas que moravam de aluguel compraram a casa própria? Irmão, com todo respeito, não sou um pastor analfabeto. Tenho formação. Não sou um mané e nem minha igreja é de idiotas. Se chego na minha igreja e digo que, se o cara der uma oferta, ele ganha aquilo, sou colocado pra fora.

iG: De onde vem o seu dinheiro?

Silas Malafaia: Sou dono da editora Central Gospel. Da igreja tenho direito a salário, mas como estou no projeto gigante de abrir igrejas, abri mão. Sou o pastor que mais vende palestras em DVD e livros no País. No ano passado, só a Avon comprou mais de 500 mil livros meus. Nos últimos cinco anos, vendi em cada ano mais de um milhão de livros. Como tenho outro meio de renda, abri mão do salário da igreja. Não porque ela não quis pagar. Ela paga muito bem a pastor.
 "Nas novelas, os evangélicos são babacas, estúpidos e idiotas", avalia Silas Malafaia
iG: E o senhor faz declaração do Imposto de Renda..
.
Silas Malafaia: Lógico, hermano. Tudo meu, brother, está declarado. Um apartamento que tenho em Boca Ratton, nos Estados Unidos, usado pelo meu filho quando estava fazendo universidade, financiado em 30 anos, consta na declaração de ativos no exterior no Banco Central. Estou muito bem documentado. Meu amigo, o único animal que tenho é um cachorro, não tenho gado, fazenda nem sítio. Moro em uma boa casa em um condomínio no Recreio dos Bandeirantes (bairro da zona oeste do Rio), que adquiri a cinco ou seis anos. Tenho minha consciência limpa. Sou dono da segunda maior editora gospel do País. Ela fatura mais de R$ 50 milhões por ano. Então acho que posso ter alguma coisinha.

iG: Quanto ganham em média os pastores da sua igreja?

Silas Malafaia: Ninguém ganha igual. Cada um tem o seu valor. Tenho pastores que ganham entre R$ 4 mil e R$ 22 mil. Pastores que mando para outro estado, pago casa, água, luz, escola dos filhos, gasolina. Dou dignidade aos caras. Não trabalho com zé bobão. Tinha dois pastores que eram advogados e possuíam escritórios de advocacia. Cheguei e perguntei: amigo, o que você quer ser? Pastor ou advogado? Qual é teu chamado? Pastor? Então fecha essa porcaria e vem comigo. Não tenho gente que não ia ser nada na vida e virou pastor.

iG: O senhor diz que é o único pastor que fala em valores. Quanto o senhor paga pelo o seu tempo na TV?

Silas Malafaia: Não posso dizer o que pago na Band por regra contratual. Na Rede TV, pago R$ 900 mil por mês. Na CNT, pago R$ 450 mil. Eu dou número, amigo. Não tenho problemas.

iG: Para finalizar, o senhor aceitaria receber dízimo de um político de Brasília?

Silas Malafaia: Amigo, em todo segmento tem bandido. Pastor, padre, jornalista, médico, advogado e vai embora. Se um cara é membro da minha igreja e dá o dízimo, ele não dá na minha mão. Tenho 25 mil membros. Meu irmão é deputado no Rio. Dá dízimo na minha igreja. Se um cara chega para mim e diz que fez uma tramoia, não quero. Não posso ficar perguntando a 25 mil membros de onde vem o dinheiro. Recebo o dízimo porque não acredito que todo político seja bandido. Se eu souber de onde vem o dinheiro, muda a situação. Ô pastor, fiz um negócio aqui com a Delta ou com o Cachoeira... (ri)!

fonte:http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/2012-05-19/pastor-silas-malafaia-tenho-pastores-que-ganham-entre-r-4-e-22-m.html

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Salmos 91

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.

Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.
Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.
Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel.
Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,
Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti.
Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.
Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação.
Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.
Pisarás o leão e a cobra; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.
Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.
Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Salmos 90

 SENHOR, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração.

Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, mesmo de eternidade a eternidade, tu és Deus.
Tu reduzes o homem à destruição; e dizes: Tornai-vos, filhos dos homens.
Porque mil anos são aos teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite.
Tu os levas como uma corrente de água; são como um sono; de manhã são como a erva que cresce.
De madrugada floresce e cresce; à tarde corta-se e seca.
Pois somos consumidos pela tua ira, e pelo teu furor somos angustiados.
Diante de ti puseste as nossas iniqüidades, os nossos pecados ocultos, à luz do teu rosto.
Pois todos os nossos dias vão passando na tua indignação; passamos os nossos anos como um conto que se conta.
Os dias da nossa vida chegam a setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o orgulho deles é canseira e enfado, pois cedo se corta e vamos voando.
Quem conhece o poder da tua ira? Segundo és tremendo, assim é o teu furor.
Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.
Volta-te para nós, SENHOR; até quando? Aplaca-te para com os teus servos.
Farta-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias.
Alegra-nos pelos dias em que nos afligiste, e pelos anos em que vimos o mal.
Apareça a tua obra aos teus servos, e a tua glória sobre seus filhos.
E seja sobre nós a formosura do SENHOR nosso Deus, e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos

Salmos 89

 As benignidades do SENHOR cantarei perpetuamente; com a minha boca manifestarei a tua fidelidade de geração em geração.

Pois disse eu: A tua benignidade será edificada para sempre; tu confirmarás a tua fidelidade até nos céus, dizendo:
Fiz uma aliança com o meu escolhido, e jurei ao meu servo Davi, dizendo:
A tua semente estabelecerei para sempre, e edificarei o teu trono de geração em geração. (Selá.)
E os céus louvarão as tuas maravilhas, ó SENHOR, a tua fidelidade também na congregação dos santos.
Pois quem no céu se pode igualar ao SENHOR? Quem entre os filhos dos poderosos pode ser semelhante ao SENHOR?
Deus é muito formidável na assembléia dos santos, e para ser reverenciado por todos os que o cercam.
O SENHOR Deus dos Exércitos, quem é poderoso como tu, SENHOR, com a tua fidelidade ao redor de ti?
Tu dominas o ímpeto do mar; quando as suas ondas se levantam, tu as fazes aquietar.
Tu quebraste a Raabe como se fora ferida de morte; espalhaste os teus inimigos com o teu braço forte.
Teus são os céus, e tua é a terra; o mundo e a sua plenitude tu os fundaste.
O norte e o sul tu os criaste; Tabor e Hermom jubilam em teu nome.
Tu tens um braço poderoso; forte é a tua mão, e alta está a tua destra.
Justiça e juízo são a base do teu trono; misericórdia e verdade irão adiante do teu rosto.
Bem-aventurado o povo que conhece o som alegre; andará, ó SENHOR, na luz da tua face.
Em teu nome se alegrará todo o dia, e na tua justiça se exaltará.
Pois tu és a glória da sua força; e no teu favor será exaltado o nosso poder.
Porque o SENHOR é a nossa defesa, e o Santo de Israel o nosso Rei.
Então falaste em visão ao teu santo, e disseste: Pus o socorro sobre um que é poderoso; exaltei a um eleito do povo.
Achei a Davi, meu servo; com santo óleo o ungi,
Com o qual a minha mão ficará firme, e o meu braço o fortalecerá.
O inimigo não o importunará, nem o filho da perversidade o afligirá.
E eu derrubarei os seus inimigos perante a sua face, e ferirei aos que o odeiam.
E a minha fidelidade e a minha benignidade estarão com ele; e em meu nome será exaltado o seu poder.
Porei também a sua mão no mar, e a sua direita nos rios.
Ele me chamará, dizendo: Tu és meu pai, meu Deus, e a rocha da minha salvação.
Também o farei meu primogênito mais elevado do que os reis da terra.
A minha benignidade lhe conservarei eu para sempre, e a minha aliança lhe será firme,
E conservarei para sempre a sua semente, e o seu trono como os dias do céu.
Se os seus filhos deixarem a minha lei, e não andarem nos meus juízos,
Se profanarem os meus preceitos, e não guardarem os meus mandamentos,
Então visitarei a sua transgressão com a vara, e a sua iniqüidade com açoites.
Mas não retirarei totalmente dele a minha benignidade, nem faltarei à minha fidelidade.
Não quebrarei a minha aliança, não alterarei o que saiu dos meus lábios.
Uma vez jurei pela minha santidade que não mentirei a Davi.
A sua semente durará para sempre, e o seu trono, como o sol diante de mim.
Será estabelecido para sempre como a lua e como uma testemunha fiel no céu. (Selá.)
Mas tu rejeitaste e aborreceste; tu te indignaste contra o teu ungido.
Abominaste a aliança do teu servo; profanaste a sua coroa, lançando-a por terra.
Derrubaste todos os seus muros; arruinaste as suas fortificações.
Todos os que passam pelo caminho o despojam; é um opróbrio para os seus vizinhos.
Exaltaste a destra dos seus adversários; fizeste com que todos os seus inimigos se regozijassem.
Também embotaste o fio da sua espada, e não o sustentaste na peleja.
Fizeste cessar a sua glória, e deitaste por terra o seu trono.
Abreviaste os dias da sua mocidade; cobriste-o de vergonha. (Selá.)
Até quando, SENHOR? Acaso te esconderás para sempre? Arderá a tua ira como fogo?
Lembra-te de quão breves são os meus dias; por que criarias debalde todos os filhos dos homens?
Que homem há, que viva, e não veja a morte? Livrará ele a sua alma do poder da sepultura? (Selá.)
Senhor, onde estão as tuas antigas benignidades que juraste a Davi pela tua verdade?
Lembra-te, Senhor, do opróbrio dos teus servos; como eu trago no meu peito o opróbrio de todos os povos poderosos,
Com o qual, SENHOR, os teus inimigos têm difamado, com o qual têm difamado as pisadas do teu ungido.
Bendito seja o SENHOR para sempre. Amém, e Amém.

sábado, 12 de maio de 2012

CRISES PASTORAIS

 
A revista Cristianismo Hoje publicou uma matéria que fala sobre a quantidade crescente de pastores que entregam seus ministérios por não suportarem as cobranças que esse sacerdócio exige.
Com problemas de ordem financeira, familiar e até mesmo de saúde, esses pastores preferem se afastar de suas atividades, sem deixar de exercer suas crenças. Isso é, eles continuam na igreja, mas não cumprem suas tarefas como pregar, fazer visitas e etc




Pesquisa realizada nos Estados Unidos traçou um panorama dos problemas da atividade pastoral...

70% dos pastores admitem sofrer de depressão e estresse
80% deles sentem-se despreparados para o ministério
70% afirmam só ler a Bíblia quando precisam preparar seus sermões
40% já tiveram casos extraconjugais
30% reconhecem ter reduzido as próprias contribuições às igrejas após a crise financeira

... e avaliou as consequências disso:

1,5 mil pastores deixam o púlpito todos os meses
5 mil religiosos buscavam emprego secular no ano de 2009, mais do que o dobro do que ocorria em 2005
2 a 3 anos de ministério é o tempo médio em que os pastores deixam suas igrejas, sendo em direção a outras denominações ou não

Fontes: Barna Group, Christian Post, The Wall Street Journal, Instituto Francis A. Schaeffer e Instituto Jetro

A Bíblia é considerada homofóbica

 

Polícia rejeita Bíblias que foram doadas após pressão de grupo gay

Os exemplares foram enviados para todos os colaboradores da corporação escocesa pelo ministério Gideão Internacional

A Associação Polícia Gay (APG) da Escócia insistiu para a que a Polícia escocesa não aceitasse as Bíblias enviadas como presente pelos Gideões  Internacionais, pois para o grupo o livro é “homofóbico”.
A organização enviou exemplares com o símbolo do distintivo policial escocês para que servisse como um “valioso guia para se viver” e, portanto, foram enviadas cópias para que todos os membros da polícia recebessem um exemplar do Livro Sagrado.
Mas a APG contestou a entrega e seus membros mostraram preocupação “de que a sua instituição policial estava oficialmente apoiando um livro religioso que contém texto que condena a homossexualidade”.
Em comunicado a APG diz que o serviço público não deve ser visto apoiando qualquer religião. “A APG não sente que um serviço público, tal como a polícia, deveria ser visto como apoiando, por seu envolvimento ativo, qualquer religião particular acima de qualquer outra religião ou não-religião”. Diante da pressão o órgão rejeitou o presente.

Com informações Blog Julio Severo
Fonte: http://noticias.gospelprime.

MILIONÁRIOS DA FÉ


 Conheça os pastores mais ricos dos Estados Unidos

Pregadores da Teologia da Prosperidade se destacam como os líderes evangélicos mais bem sucedidos dos EUA


O blog colaborativo Huffington Post é um dos mais influentes do mundo. Na sua página sobre religião, publicou recentemente uma matéria fazendo um levantamento de quanto ganham os pastores mais famosos.
A lista tem 10 nomes e a maioria tem influenciado igrejas no mundo todo com seus livros, vídeos e projetos. Embora a imensa maioria dos pastores sérios não ganhe um salário muito fora dos padrões dos membros de sua igreja, há exceções.
Nos Estados Unidos, por exemplo, um pastor geralmente ganha o equivalente a um delegado de polícia. Alguns têm seu salário atrelado ao volume de dinheiro arrecadado em sua igreja ou ministério. Alguns têm o rendimento estabelecido pela denominação a que pertencem.
No entanto, assim como no futebol, há os que se destacam, ficam famosos e ricos em pouco tempo. Para muitos deles, a renda elevada não vem apenas de seu salário como pastor, mas também de doações individuais, vendas de livros, vídeos, estudos e material de sua autoria.
Alguns casos, como o de Pat Robertson são emblemáticos. Ele é acusado de manter uma mina de diamantes na Libéria, África, mas nega. A maioria dos bens que possui não estão em seu nome, mas no dos filhos. Isso dificulta um levantamento mais preciso.
Os grandes ministérios não costumam revelar quanto arrecadam a cada ano. Porém, existem sites evangélicos que divulgam listas parecidas. A lista abaixo não é precisa, mas serve para dar uma ideia do que significa ser um multimilionário da fé.
1) O televangelista Kenneth Copeland tem um conhecido ministério que leva o seu nome. Ele teve suas finanças investigadas, juntamente com outros pastores, entre 2007 e 2011 por uma comissão no Senado americano liderada pelo republicano Charles Grassley, do Iowa. Nada de irregular foi comprovado contra os investigados.
Segundo um levantamento da imprensa, em 2008, a sede de seu ministério é uma fazenda perto de Fort Worth, no Texas. Ela possui além de uma igreja, uma pista de pouso particular, um jatinho avaliado em 17 milhões de dólares e uma mansão de seis milhões. Estima-se que sua fortuna gire em torno de 70 milhões de dólares.
2) Creflo A. Dollar é o pastor fundador da World Changers Church International, uma das maiores igrejas dos Estado Unidos, com 30 mil membros. O ministério tem igrejas afiliadas em várias cidades grandes, além da sede em Atlanta. Também apresenta o programa “Changing Your World” [Mudando o seu mundo] pela TV a cabo e dirige a gravadora Arrow Records. O jornal New York Times publicou uma matéria mostrando que ele dirige um Rolls-Royce do ano, possui seu próprio jatinho, além de uma mansão de um milhão de dólares em Atlanta e um apartamento de US$ 2.5 milhões em Nova York. Em certa ocasião o ex-pugilista Evander Holyfield doou para Cleflo 7 milhões de dólares durante uma campanha.
3) John Hagee é pastor sênior da Igreja Cornerstone, na cidade de San Antonio, Texas e CEO da Global Evangelical Television. Segundo o The American Prospect, Hagee iniciou com um canal de TV sem fins lucrativos. Em 2004, transformou a TV em uma igreja e passou a ser conhecido como executivo de uma organização sem fins lucrativos de San Antonio, ganhando cerca de US$ 1 milhão por ano. O artigo também menciona que, como seu canal de TV era isento de impostos, ele tinha um salário incompatível, recebendo outros US$ 300.000 mensais de sua igreja.
4) O pastor Joel Osteen lidera a Igreja Lakewood, em Houston, Texas, considerada a maior igreja evangélica dos Estados Unidos, com cerca de 45 mil membros. Ele é um dos pastores mais ricos do país, o que já lhe rendeu inúmeras críticas por ostentar tanta riqueza e defender a teologia da prosperidade como regra para o cristão.
Ele abriu mão de seu salário anual de 200,000 dólares que recebia da igreja há muitos anos atrás. Toda sua riqueza atual vem da venda de seus livros e vídeos. Juntamente com sua mulher, Victoria Osteen, vive em mansão avaliada em US$ 10,5 milhões e medindo mais de 5.000 metros quadrados.
5) De acordo com uma investigação do canal WFAA-TV em 2010 de Dallas, Texas, o pastor Ed Young, da Igreja Fellowship tinha uma casa de quase 4.000 metros quadrados, avaliada em 1,5 milhão de dólares. O salário que recebe anualmente da igreja é de 240.000 dólares. Além disso, ele tem uma renda não anunciada da venda de material de sua autoria. Também possui seu próprio jatinho.
6) Franklin Graham, filho do famoso evangelista Billy Graham, é o atual presidente da Associação Evangelística Billy Graham e do ministério de ação social Samaritan’s Purse. Ele recebe como salário cerca de US$ 1,2 milhões, segundo foi divulgado pelo ministério em 2008. Críticas sobre essa remuneração elevada o fizeram abrir mão de parte de seu salário a partir de 2009, no auge da crise financeira norte-amerciana.
7) Rick Warren, pastor da Igreja Saddleback, em Lake Forest, Califórnia, passou a ganhar dezenas de milhões de dólares com seus livros, “Uma Igreja com Propósitos” e “Uma Vida com Propósitos”. Em 2005, decidiu devolver aos cofres de sua igreja o equivalente a 25 anos de salário recebidos até então e declarou que ele e sua esposa seria “dizimistas ao contrário”, pois dariam 90% de sua renda para a igreja e viveriam com os outros 10%.
8) Max Lucado é o possivelmente um dos autores cristãos mais conhecidos do mundo. Ele já vendeu aproximadamente 65 milhões de cópias em todo o mundo. Se ele ganhou no mínimo um dólar por cada livro, a conta é fácil. Ele diz não receber salário da igreja que pastoreia, a Oak Hills em San Antonio, Texas.
9) Benny Hinn ficou famoso por suas cruzadas de cura e milagres. Hoje não está a frente de uma igreja, mas anos atrás disse que Deus lhe pedira para construir um “Centro de Cura Mundial”. Cerca de US$ 30 milhões foram arrecadados, mas o centro nunca foi construído. Hinn nunca divulgou publicamente o seu salário, mas em 1997 declarou à CNN que sua renda anual, incluindo royalties de livro chegava a US$ 1 milhão. Um porta-voz do ministério de Hinn disse que recebia cerca de US$ 60 milhões por ano em doações. Recentemente divorciado, Hinn sempre deu bastante ênfase em prosperidade durante suas pregações.
10) Joyce Meyer é a mulher mais bem sucedida da lista. Estima-se que a arrecadação de seu ministério chegue a US$ 95 milhões por ano. Ela tem um jatinho CL-600 Challenger, que lhe custou US$ 10 milhões e vive em uma casa de US$ 2 milhões. Anos atrás teve suas contas investigadas por suspeita de lavagem de dinheiro. Uma lista de bens foi divulgada totalizando cerca de 5,7 milhões de dólares apenas na sede do seu ministério.


Fonte: http://noticias.gospelprime.