sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Convertida, ex-tiazinha diz a Gabi que agora quer despir a alma

Em entrevista a Marília Gabriela, atriz Suzana Alves diz que a personagem sensual, que já a levou à capa da PLAYBOY, virou seu ‘Frankenstein’
Em entrevista a Marília Gabriela, atriz Suzana Alves diz que a personagem sensual virou seu ‘Frankenstein’
A atriz Suzana Alves, conhecida como a Tiazinha do programa que Luciano Huck comandava na Band, é a convidada do programa ‘De Frente com Gabi’ do próximo domingo (15). Durante a entrevista, Suzana lembrou a personagem que a marcou na TV e falou sobre a possibilidade de posar nua novamente.
Hoje distante da imagem sensual que a projetou, ela prefere filosofar: “Eu quero despir a minha alma agora. Não tenho necessidade de expor meu corpo, só porque ele está em forma”.
 A personagem é vista pela atriz como um “Frankenstein” –  algo que se tornou “maior que ela” e que fugiu ao controle. Mas Suzana jura que não se arrepende de vivê-la. “Ela me deu autoconhecimento e também meu investimento em estudo e viagens e me permitiu ajudar a minha mãe”, contou.
Suzana Alves é atualmente atriz de teatro e cinema. No momento o desejo dela é ser mãe. “Estou casada há três anos e ele (Flávio Saretta) é um amigo, um companheiro, um maridaço. Eu já liberei (a chegada de filhos). Agora está nas mãos de Deus”.

MMA: lutador se surpreende com polêmica sobre sua abstinência sexual

Imagem: DivulgaçãoNa última semana, uma declaração do peso-galo Michael McDonald afirmando que se encontra em abstinência sexual há três anos e meio gerou uma grande polêmica no meio do MMA. Rapidamente, a notícia se espalhou pela mídia especializada e se tornou alvo de comentários entre os fãs.
Para o lutador, a comoção causada pela revelação não faz o menor sentido. Em entrevista ao site americano “MMA Fighting”, ele disse que que vê a prática com naturalidade e algo benéfico para sua vida.
“Fiquei surpreso por um lado e outro não. Estou muito orgulhoso da minha abstinência. Houve um tempo em que isso sequer esteve no meu vocabulário. Já estive dos dois lados. As pessoas me perguntam: ‘É por sua crença religiosa? Por sua crença atlética? Por que você faz isso?’. Descobri que as pessoas se aproximam de mim ou reagem como se eu tivesse dito: ‘Não me alimento há três anos e meio’. Como disse, já estive dos dois lados. Sei o que Deus diz e é isso o que vou fazer. Estando deste lado agora, vejo que minha vida está melhor. Fiz a escolha de estar desse jeito e permanecer assim”, afirmou McDonald.

menino que teve os olhos arrancados pela tia ganha próteses

Ela se matou 6 dias depois, segundo a mídia estatal
Tia suspeita pelo crime se matou 6 dias depois, segundo mídia estatal
O menino chinês de 6 anos que teve os olhos arrancados por uma tia recebeu alta nesta quarta-feira (11) no Hospital de Olhos C-Mer, em Shenzhen, no sul da China. Guo Bin teve olhos artificiais implantados, o que lhe dará uma aparência normal, sem, no entanto, recuperar sua visão. As proteses se mexem como os olhos humanos, mas não permitem que o garoto enxergue.
Nesta quarta-feira (12), Guo Bin posou para fotos ao lado dos pais. A mãe segurou sua mão para escrever em uma folha em branco o ideograma que representa a palavra “obrigado”. A cirurgia foi no dia 10 de setembro.
O caso de Guo Bin chocou a população chinesa e provocou revolta no país. Ele foi achado todo ensanguentado depois que teve seus olhos arrancados na província rural de Shanxi, norte da China.
A tia, Zhang Huiying, foi identificada como suspeita porque o sangue do garoto Guo Bin foi encontrado nas roupas delas, segundo a agência Xinhua. Ela se matou 6 dias depois do incidente, jogando-se em um poço.
A agência não explicou o que teria provocado o crime, mas ele pode estar relacionado a uma disputa familiar.
Olhos artificiais implantados no menino não irão permitir que ele enxergue
Olhos artificiais implantados no menino não irão permitir que ele enxergue
O menino foi drogado e teve os globos oculares extirpados, em um crime selvagem que provocou uma onda de indignação no país.
Quando soube da história, o médico de Hong Kong, Dennis Lam ofereceu operá-lo de graça. O objetivo da cirurgia foi colocar implantes oculares para, mais tarde, substituí-los por uma prótese. “O menino não tem mais o globo ocular, por isso colocamos implantes. É um globo artificial que dá volume ao olho”, explicou o médico.
Lam acha que dentro de cinco ou dez anos o menino poderá ganhar olhos biônicos conectados diretamente ao cérebro, o que fará com que recupere entre 20% e 40% de sua capacidade visual.

Casal é preso por manter as 3 filhas dentro de casa durante dois anos nos EUA



Durante a perícia, a polícia recolheu sacos de plástico contendo evidências da casa e o que parecia ser um computador
Durante a perícia, a polícia recolheu sacos de plástico contendo evidências da casa e o que parecia ser um computador Foto: Mike Christy / AP

Um casal foi detido, nesta terça-feira, por manter as três filhas presas em quartos durante dois anos, na casa deles, em Tucson, no Arizona, Estados Unidos. Segundo a polícia local, a mãe das jovens - com idades entre 12, 13 e 17 anos - e o padastro poderão responder por abuso infantil e cárcere privado. As informações são da agência AFP.
A polícia disse que Fernando Richter, de 34 anos, e a esposa Sophia Richter, de 32, foram levados para a cadeia do condado de Pima sob acusações de sequestro, abuso psicológico e físico de crianças. Contra Fernando, também foi registrada uma acusação de abuso sexual de uma menor de 15 anos de idade.


Fernando Richter
Fernando Richter Foto: HANDOUT / REUTERS

O capitão da polícia de Tucson, Michael Gillooly, disse em entrevista coletiva, nesta terça-feira, que as três meninas estavam desnutridas e sujas. Elas ficavam até seis meses sem tomar banho. “Eles foram mantidas em condições de vida imundas”, disse o agente, acrescentando que as duas meninas mais jovens eram mantidas em um quarto separado da irmã mais velha.
As meninas também contaram às autoridades que eram alimentadas apenas uma vez por dia.
Descoberta do cativeiro
De acordo com Michael Gillooly, a polícia chegou até a casa do casal Richter após uma denúncia de vizinhos por violência doméstica, na madrugada de terça-feira. As duas meninas mais jovens disseram aos policiais que correram para a casa de um vizinho, quando o padrasto arrombou a porta do quarto delas e as ameaçou com uma faca. O vizinho, não identificado, ligou para os agentes de segurança pública.
Quando os policiais entraram na casa, encontraram a menina mais velha no outro quarto.
Uma mulher que vive no bairro há cerca de cinco anos disse ao jornal Arizona Daily Star que ela não conhecia nenhum morador da casa, que ficava afastada de outras residências.


Casa do casal Richter foi fechada para perícia
Casa do casal Richter foi fechada para perícia Foto: Mike Christy / AP

A mulher afirmou ainda que não havia nenhuma atividade visível na casa, mas outros vizinhos haviam dito a ela que tinham ouvido o que soou como crianças brincando dentro de casa à noite.
Durante a perícia, a polícia recolheu na casa sacos de plástico contendo possíveis evidências e o que parecia ser um computador.

fonte: Extra
Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/mundo/casal-preso-por-manter-as-3-filhas-dentro-de-casa-durante-dois-anos-nos-eua-10896992.html#ixzz2nP0yac6K



  • O SEU TEMPO ESTÁ ACABANDO
  • IGREJA PERSEGUIDA É REALIDADE
  • ORE O MUNDO CLAMA POR SUAS ORAÇÕES
  • MANTENHA O FOCO EM DEUS
  • QUANDO NÃO HÁ FÉ
  • TRÊS PEDIDOS
  • SEMEANDO SEMPRE
  • A ESPERA DE UM MILAGRE
  • Mulher empurra marido do penhasco oito dias após o casamento


     Jordan Graham é acusada de matar o marido oito dias após o casamento
    Jordan Graham é acusada de matar o marido oito dias após o casamento Foto: ARTHUR MOURATIDIS / REUTERS

     A americana Jordan Graham, de 22 anos, se declarou culpada de homicídio de segundo grau. Ela foi acusada de empurrar o marido de um penhasco apenas oito dias após o casamento. A confissão foi um acordo com a promotoria do caso, para se livrar das acusações de homicídio de primeiro grau (quando o crime é premeditado) e de ter mentido para os investigadores. Ela pode receber a pena máxima de prisão perpétua quando for julgada, em março de 2014. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

    Jordan Linn Graham, de 22 anos, matou Cody Lee Johnson, de 25 anos
    Jordan Linn Graham, de 22 anos, matou Cody Lee Johnson, de 25 anos Foto: Reprodução / Facebook / Jordan Johnson


    Jordan Graham (ao centro) foi indiciada por homicídio de segundo grau
    Jordan Graham (ao centro) foi indiciada por homicídio de segundo grau Foto: ARTHUR MOURATIDIS / REUTERS

    Jordan foi acusada de matar Cody Johnson, de 25 anos, empurrando-o de um penhasco no Parque Nacional Glacier, em Montana, nos Estados Unidos, em julho deste ano. A defesa da mulher alega que que ela tinha dúvidas sobre o casamento. Johnson foi dado como desaparecido em 8 de julho, ao não comparecer no trabalho. A mulher relatou mais tarde que ela tinha visto seu corpo no parque, mas ele só foi encontrado cinco dias após o crime.

    Jordan Linn Graham, de 22 anos, matou Cody Lee Johnson, de 25 anos
    Jordan Linn Graham, de 22 anos, matou Cody Lee Johnson, de 25 anos Foto: Reprodução / Instagram / Jordan Johnson


    Jordan Graham é acusada de matar o marido oito dias após o casamento
    Jordan Graham é acusada de matar o marido oito dias após o casamento Foto: ARTHUR MOURATIDIS / REUTERS

    Aos agentes do FBI, Jordan disse que ela havia discutido com o marido em 7 de julho, enquanto eles caminhavam no parque. Em determinado momento, ela teria tentado ir embora, mas Johnson agarrou seu braço. Ela se virou e “devido à sua raiva, ela empurrou Johnson pelas costas com ambas as mãos e, como resultado, ele caiu no penhasco”, explica um dos documentos sobre a investigação.

    fonte :Extra
    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/mundo/recem-casada-se-declara-culpada-de-atirar-marido-de-um-penhasco-oito-dias-apos-casamento-11057297.html#ixzz2nOyxGuTC


  • O SEU TEMPO ESTÁ ACABANDO
  • IGREJA PERSEGUIDA É REALIDADE
  • ORE O MUNDO CLAMA POR SUAS ORAÇÕES
  • MANTENHA O FOCO EM DEUS
  • QUANDO NÃO HÁ FÉ
  • TRÊS PEDIDOS
  • SEMEANDO SEMPRE
  • A ESPERA DE UM MILAGRE


  • quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

    Reginaldo Rossi passa por primeira sessão de quimioterapia

    Maior sucesso do músico foi conquistado em 1987, com o lançamento do hit ‘Garçom’, que alcançou dois milhões de cópias vendidas (Foto: Reprodução / TV Globo)Reginaldo Rossi iniciou tratamento quimioterápico
    contra câncer de pulmão, nesta quarta-feira
    (Foto: Reprodução / TV Globo)
    O cantor Reginaldo Rossi, 69 anos, passou pela primeira sessão de quimioterapia, na tarde desta quarta-feira (11), no Hospital Memorial São José, no Recife. O tratamento foi iniciado após a confirmação que o artista tem câncer de pulmão.
    De acordo com Jorge Pinho, médico que está acompanhando Rossi, a reação ao tratamento não foi boa e o estado de saúde dele é crítico. O cantor está respirando com a ajuda de aparelhos. "Estamos tratando um paciente que sofre de insuficiência renal, hepática e respiratória e hipertensão arterial, então é necessário um cuidado maior", comentou. Além de chamar a atenção para a idade de Reginaldo, que completará 70 anos em fevereiro, o médico também disse que a imunidade dele baixou e que o cantor já apresenta indícios de infecção. 
    Reginaldo Rossi segue internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Nesta quinta, o paciente será reavaliado.
    Uma biópsia feita no nódulo retirado da axila direita do cantor, no dia 4 de dezembro, atestou o diagnóstico. "Eu vim do Rio de Janeiro acompanhar o meu pai. Agora, não estamos querendo falar muito, estamos esperando para ficarmos mais tranquilos e seguros. Claro que, para nós, em primeiro plano está a recuperação dele, mas não vamos ignorar a imprensa. Eu cresci nesse meio artístico e sei que ele só se tornou a pessoa que é hoje pelos fãs", disse Roberto Rossi, filho de Reginaldo, ao G1, por telefone.
    O processo de quimioterapia é composto por três dias de sessões, com intervalo de 21 dias entre um ciclo e outro. Na segunda-feira (9), o cantor passou por um procedimento chamado toracocentese, que retirou dois litros de líquido acumulados entre a pleura e o pulmão. Rossi está internado desde o dia 27 de novembro.
    Nascido no Recife em 1944, o cantor e compositor é conhecido como o "rei do brega". Entre seus maiores sucessos estão as músicas "Garçom", "A raposa e as uvas", "Em plena lua de mel" e "Leviana". Rossi tentou se eleger deputado estadual em Pernambuco pelo PDT, mas não obteve êxito. Ele continuava fazendo shows pelo Brasil e, nos dias 21 e 22 de novembro, se apresentou no Manhattan Café Teatro, na capital pernambucana.
    fonte: G1

    Supermercados franceses testam produtos com insetos

    Imagem: Reprodução/BBCSupermercados na França, país reputado por sua gastronomia, estão testando ou promovendo o consumo de insetos.
    O Carrefour, maior rede de supermercados da França e vice-líder mundial do setor, venderá, no início de 2014, biscoitos preparados com pó de larva de farinha.
    São bolachas salgadas da marca Micronutris, com sabores como grilos com cebola ou queijo cheddar com larva de farinha, além de biscoitos doces, de caramelo também com larva de farinha.
    A iniciativa é uma operação teste do Carrefour em uma unidade da rede em Toulouse, no sul da França, disse uma porta-voz do grupo à BBC Brasil.
    A ideia, segundo o Carrefour, é observar a receptividade do consumidor em relação a esse tipo de produto.

    Fonte: BBC Brasil

    Família brasileira é encontrada morta dentro de carro em Orlando, nos EUA

    RUA ONDE A FAMÍLIA VIVIA NOS EUA
    Uma família brasileira foi encontrada morta neste sábado (7) dentro de um carro na garagem da casa em que vivia em um condomínio em Lake Nona, em Orlando, nos Estados Unidos.
    O casal Marcio Ferraz do Amaral, de 45 anos, Cledione Ferraz do Amaral, de 34 anos, e a filha, de 10 anos, foram achados por um dos proprietários da casa, que era alugada havia quase cinco anos pela família. A história foi revelada na edição desta quarta-feira do jornal "Correio Braziliense”.
    Amaral era piloto de avião no Brasil e a mulher dele trabalhava em um parque temático da Disney em Orlando. O G1 entrou em contato com a polícia norte-americana, que disse que não poderia passar detalhes do caso.
    De acordo com o noticiário local WFTV, a polícia de Orange County acredita que a família já estivesse morta havia pelo menos três semanas. Segundo o jornal, um representante do condomínio onde viviam os Amaral sentiu um cheiro forte na residência e chamou a polícia. Os corpos foram encontrados já em decomposição.
    Não havia sinais de arrombamento da residência ou de ferimentos nas vítimas. Segundo a imprensa local, a polícia trabalha com a hipótese de que as mortes tenham sido resultado de duplo homicídio seguido de suicídio.
    O condomínio onde a família morava é considerado de luxo – tinha um campo de golfe, lago e vista para área verde. Um aluguel de uma casa de quatro quartos e piscina na região custa US$ 1,8 mil [cerca de R$ 4 mil], segundo sites de locação de imóveis de Orlando.
    A emissora de TV "Wesh", de Orlando, noticiou nesta segunda-feira (9) que a outra dona da residência alugada pela família, Fran Mastro, afirmou que os Amaral estavam com o aluguel atrasado havia vários meses e que o casal disse em um contato feito com ela que passava por dificuldades financeiras.
    'Sonho realizado'
    A irmã de Cledione, Suênia Ruppenthal, morou em Planaltina, no Distrito Federal, com a irmã, e disse que recebeu a notícia da morte da família na segunda-feira (9), por meio de uma parente de Amaral que vive nos EUA.
    Eles se adaptaram bem aos Estados Unidos, gostavam de lá, era o sonho deles. Ela dizia que estavam felizes, eles se amavam. Não se vê uma foto deles tristes"
    Suênia Ruppenthal, irmã de Cledione, achada morta ao lado do marido e da filha nos EUA
    "Estou em choque", disse. "A família foi pega de surpresa. Meus pais também estão em estado de choque e não conseguem falar."

    Suênia disse que conversava sempre com a irmã e que ela dizia estar feliz. "Eles se adaptaram bem aos Estados Unidos, gostavam de lá, era o sonho deles. Ela dizia que estavam felizes, eles se amavam", diz. "Não se vê uma foto deles tristes."

    Cledione nasceu no Paraná e Amaral era de São Paulo, onde eles se conheceram e tiveram uma filha.
    "O sonho dela era ser comissária de bordo. Moramos em Planaltina [no Distrito Federal], mas ela foi para São Paulo e conseguiu realizar o sonho. Lá, conheceu o marido", disse. "Eles viveram em São Paulo por volta de seis anos e de lá foram para os Estados Unidos com a filha, em 2009."
    A irmã diz que não acredita na hipótese sugerida pela imprensa americana de que as mortes tenham sido duplo homicídio seguido de suicídio. "Nunca houve agressividade. Ele era apaixonado por ela. Nunca houve algo que desabonasse ele. "
    G1

    mãe deixa 'guia' para pai cuidar de suas filhas antes de morrer de câncer

    Mark Worthington e suas quatro filhas olham um álbum de fotos de família após a morte da mãe. A filha mais velha está terminando de descrever o guia que a mãe deixou para a educação delas (Foto: PIC BY DAN ROWLANDS / CATERS NEWS)Mark Worthington e suas quatro filhas olham um álbum de fotos de família após a morte da mãe. A filha mais velha está terminando de descrever o guia que a mãe deixou para a educação delas (Foto: Dan Rowlands / Caters News)
    Uma mãe britânica resolveu escrever um "guia familiar", ao descobrir que estava com um câncer de mama, para deixar como um legado para a família e, principalmente, para auxiliar seu marido Mark na criação de suas filhas.
    Lucy descobriu a doença logo após o nascimento das filhas gêmeas, há oito anos, e desde então, travava uma luta incansável que terminou no segundo semestre desde ano - ela morreu aos 41 anos em Derby, na Inglaterra.
    Lucy ficou tão fraca que não foi capaz de terminar o livro."
    Mark Worthington, viúvo de Lucy
    A mãe queria que suas filhas Emily, de 13 anos, Katie, de 10 anos, e as gêmeas Keziah e Lillia, de 8 anos, fossem criadas com seus ensinamentos e por isso resolveu começar uma cartilha, que não foi finalizada, com informações para a educação familiar e o vestuário das crianças, entre outras coisas.
    Após a morte da mãe, a filha mais velha, Emily, se dedica a deixar a memória dela presente e viva na vida da família. Ela está terminando de escrever o guia, com recomendações e detalhes para a criação dos irmãos, segundo informou o jornal "Daily Mail".
    Segundo o jornal, desde a morte da mãe, Emily está anotando todas as dicas que aprendeu com ela, desde os estilos e formatos dos cabelos até como ajudar os irmãos na puberdade.
    Mark ressaltou que a vontade da esposa era que o guia fosse finalizado. "Lucy ficou tão fraca que não foi capaz de terminar o livro, mas ela conversou sobre o que queria escrever e Emily sabe as diferentes pequenas coisas que ela costumava fazer."
    "Ela escreveu cartas para as meninas também, pedindo que não ficassem com raiva por ela ter morrido e entendessem que ela estava em um lugar melhor agora", ressaltou o pai.
    Minha esposa vivia para as meninas."
    Mark Worthington, viúvo de Lucy
    Mark também disse que a filha mais velha é muito parecida com sua esposa e que está "certa " na "nova função". "Emily tem tantas características de sua mãe e pode lidar com as três meninas mais jovens quando estão lutando ou quando alguém está chateado." A adolescente agora ajuda o pai também com marcação de aniversários em calendários e a organização das coisas para a escola.
    No guia escrito pela mãe das crianças existe uma parte delicada. Aalém de dicas sobre como lidar com os obstáculos da vida, também havia instruções rigorosas sobre seus preparativos para o funeral e que joias dar a cada uma das meninas.
    "Quando ela sabia que sua vida estava quase no fim, Lucy virou-se para mim e disse: 'certifique-se as meninas saibam que eu lutei para estar com elas por tanto tempo quanto eu poderia'. Minha esposa vivia para as meninas", disse Mark.
    fonte:g1

    Rio tem saques, assaltos e milhares de desalojados

    O temporal que atingiu o Rio de Janeiro entre a noite de terça (10) e a manhã desta quarta-feira (11) alagou ruas, isolou moradores, provocou saques e colocou a capital em alerta para risco de deslizamentos. Mais de 2 mil famílias estão desalojadas no estado. Duas pessoas morreram. O mau tempo fechou aeroportos, paralisou linhas de trens e do Metrô e prejudicou o trânsito.
    Balanço divulgado pela Defesa Civil do município informa que 200 pessoas ficaram desalojadas na capital e outras 50 ficaram desabrigadas. Esses números não estão contabilizados no balanço estadual.
    Nova Iguaçu e Japeri, na Baixada Fluminense, decretaram estado de calamidade pública. Também foram atingidos os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Mesquita, São Gonçalo e São João de Meriti.
    No estado, 2.050 famílias estavam desalojadas (tiveram que deixar suas casas) até as 20h desta quarta, segundo o governo: 200 em Nova Iguaçu, mil em Japeri, 800 em Queimados, e 50 em Mesquita. Ao todo, 49 famílias estavam desabrigadas (perderam suas casas).Segundo o secretário de Defesa Civil estadual, Sérgio Simões, Nova Iguaçu teve o maior índice pluviométrico do estado depois da capital. "A recomendação é que as pessoas não transitem nas áreas alagadas e que permaneçam em locais seguros”, afirmou.
    presidente Dilma Rousseff ligou para o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes para oferecer ajuda federal. Cabral pediu itens básicos para a população, como água potável, colchonetes e cestas básicas.
    Paes chegou a pedir que ninguém saísse de casa. "Vamos apurar o que causou todos esses alagamentos", disse. O prefeito afirma que houve "dificuldade de drenagens em áreas que fazem limites entre a Zona Norte e a Baixada Fluminense".
    Em Acari, mulher reza dentro de casa com água na altura da cintura (Foto: Bruna NotaRoberto/Arquivo Pessoal)Em Acari, mulher reza dentro de casa com água na
    cintura (Foto: Bruna NotaRoberto/Arquivo Pessoal)
    Ilhados
    Em Coelho Neto, na Zona Norte do Rio, moradores relataram momentos de desespero durante as enchentes na madrugada. "Um primo que mora lá embaixo me pediu socorro etivemos que usar o jet ski para tirá-lo de casa", afirmou Hildo Nascimento, que mora há mais de 20 anos no Acari.
    a capital, segundo o Centro de Operações Rio, os bairros mais atingidos foram Tanque, Piedade, Anchieta, Madureira e Irajá. Em Realengo, duas pessoas ficaram feridas em um desabamento. A Defesa Civil registrou ao menos 320 chamados relacionados às chuvas.
    Vias importantes ficaram obstruídas, como a Avenida Brasil, que ficou alagada durante todo o dia, e a Avenida Radial Oeste, no Maracanã. O entorno do estádio ficou alagado.
    Assaltos e saques
    Moradores revoltados com os estragos do temporal fecharam as duas pistas da Via Dutra em Queimados, atearam fogo a pneus e outros objetos.
    Um caminhão parado teve a carga saqueada. Assaltantes aproveitaram o engarrafamento para assaltar motoristas parados(Assista no vídeo ao lado)
    O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, informou que o policiamento na Via Dutra será reforçado com policiais federais para conter os saques.
    Avenida Brasil completamente alagada em Irajá. Jovens saqueiam caminhão dos frangos. (Foto: Marcelo Carnaval/Agência O Globo)Jovens saqueiam caminhão de frangos na Avenida Brasil, em Irajá (Foto: Marcelo Carnaval/Agência O Globo)
    Área alagada na Avenida Brasil, na altura de Irajá, na Zona Norte do Rio de Janeiro (Foto: Marcello Bacellar Ribéra/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)Avenida Brasil, altura de Irajá, na Zona Norte (Foto: Marcello Bacellar Ribéra/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)
    Transtornos
    A cidade entrou em estágio de alerta às 4h50 e passou para o de atenção por volta das 11h. Diversos bairros ficaram sem energia elétrica. As sirenes de alerta para deslizamentos soaram em 48 comunidades (ouça a sirene no Morro dos Macacos), para alertar os moradores de que deveriam deixar suas casas.
    Em algumas regiões, como Madureira e Piedade, choveu mais entre 0h e 10h do que o esperado para o mês de dezembro.
    Segundo o Centro de Operações Rio, em Irajá, subúrbio da cidade, choveu 164 milímetros em 10 horas. O esperado para o mês na região eram 150,3 milímetros.
    A sede da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Jardim América, Zona Norte, ficou alagada. Diversos carros da corporação ficaram encobertas pela água.
    O canal Meriti transbordou em Vicente de Carvalho, Zona Norte. A estação de trem de Olaria ficou fechada pelo acúmulo de água. Bueiros estouraram na mesma região.
    O Metrô registrou alagamento nos trilhos e precisou fechar cinco estações da Linha 2, que liga Pavuna a Botafogo. O teleférico do Morro do Alemão ficou fechado por aproximadamente uma hora.
    O país da Copa pede socorro! 
    fonte:g1