sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Renomados cientistas se reúnem para tentar impedir o fim do mundo

Renomados cientistas se reúnem para tentar impedir o fim do mundoStephen Hawking.
Renomados cientistas estão estudando seriamente os perigos que podem resultar na destruição da Terra e de seus habitantes. Eles acreditam que as principais ameaças globais à humanidade são culpa do homem, não da natureza. Por isso, estão procurando soluções para evitar que isso ocorra logo.
Algumas das mentes mais brilhantes do mundo anunciaram este mês que procuram identificar as diversas maneiras possíveis para garantir a sobrevivência da humanidade a longo prazo. Alguns dos perigos extremos, segundo eles, seriam potenciais ataques virtuais devastadores, conduzidos por terroristas, além da aniquilação nuclear, o impacto devastador de um asteroide e a propagação em larga escalda de doenças mortíferas (pandemias).
O astrônomo Martin Rees atualmente dirige o Centro para o Estudo do Risco Existencial, da Universidade de Cambridge, uma das mais renomadas instituições de ensino da Europa. Ele explica que entre as figuras ilustres que compõem a equipe está o físico Stephen Hawking, ganhador do Nobel. Ao todo, são 27 dos mais notáveis cientistas do mundo, incluindo acadêmicos das Universidades britânicas Cambridge e Oxford, além das norte-americanas Harvard e Berkeley.
Durante um Festival Universitário de Ciência, este mês, Rees explicou que eles têm se dedicado ao “estudo dos riscos existenciais”. Segundo ele, nas próximas décadas, as possibilidades de eventos com consequências catastróficas serão “fortemente refletidas na agenda política dos governos”.
“Vivemos em um mundo cada vez mais interligado, cada vez mais tecnológico e cada vez mais dependente da internet”, acrescentou Rees. ”Para nós, ocidentais, o mundo aparentemente está mais seguro do que era no passado, mas na verdade o planeta é mais vulnerável do que parece. Nossos líderes têm se centrado em problemas de curto prazo, mas alguém tem que alertar a opinião pública internacional que os perigos são reais e como podem se desacelerar. O fim do mundo não é o roteiro de um filme”, diz o astrônomo Rees.
Segundo os cientistas, uma das causas mais prováveis seria o descontrole da inteligência artificial, uma tecnologia tão sofisticada que poderia tomar o controle do mundo e eventualmente exterminar a vida humana.
Embora pareça ser o roteiro de “O Exterminador do Futuro”, para os cientistas os algoritmos que decidem milhão de transações financeiras por segundo poderiam acabar com a ordem vigente no mundo, e como consequência destruir a vida humana. Entre as outras preocupações, seria um rompimento na produção mundial de alimentos, causada por alterações extremas no clima do planeta.
Essas mudanças climáticas poderiam, inclusive, provocar inundações, furacões, tsunamis como jamais foram vistos. O crescimento da população, especialmente em países mais pobres, coloca grande pressão sobre reservas de comida e água. O cenário previsto é nações entrando em guerra para proteger ou tomar essas fontes preciosas. Curiosamente, muitos desses cenários estão presentes no livro de Apocalipse, escrito a quase dois mil anos.
Ateu declarado, Stephen Hawking acredita que a culpa é do processo evolutivo da raça humana: “Nossa população e o uso de recursos finitos do planeta Terra estão crescendo exponencialmente, assim como nossa capacidade técnica para mudar o ambiente para o bem e para o mal. Contudo, nosso código genético carrega instintos egoístas e agressivos que foram vantagens necessárias para a sobrevivência no passado. Será difícil evitar o desastre nos próximos 100 anos, ainda mais nos próximos mil”, afirmou em outra ocasião.
Há quase uma década ele tem aconselhado os lideres mundiais a começarem a busca de novos planetas para a humanidade habitar. Segundo ele, essa seria a solução mais segura. 
Com informações de Daily Mail e RT.

Bispo Edir Macedo é uma das 20 pessoas mais influentes do Brasil


Bispo Edir Macedo é uma das 20 pessoas mais influentes do BrasilEdir Macedo é uma das 20 pessoas mais influentes do Brasil
Uma série se reportagens sobre as “pessoas mais poderosas do Brasil” vem sendo publicada diariamente pelo portal IG. Em 16º lugar aparece o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, Bispo Edir Macedo.
Segundo o portal, ele é “um dos maiores fenômenos religiosos das últimas décadas, no Brasil e no exterior”. A IURD está presente em 170 países, nos cinco continentes. Ele também é dono da Rede Record, a segunda maior rede de TV do país.
Existem alguns dados sobre o número de seguidores que a Universal reúne. Seriam 8 milhões nas contas da igreja, mas oficialmente o IBGE calcula em 1,8 milhão. Mesmo assim, seu discurso positivo sobre a bênção financeira ser o desejo de Deus, além da salvação da alma, continua atraindo novas pessoas a cada dia.
Isso não o isenta de criticas e perseguições, Macedo já foi acusado de charlatanismo, curandeirismo e enriquecimento com a exploração da fé. Ele refletiu sobre tudo isso e os dias que passou na prisão em 1992 na sua biografia de sucesso “Nada a perder”, cujos 2 primeiros volumes já foram publicados.
A editora Planeta, responsável pela obra, anuncia que o primeiro volume vendeu mais de um milhão de exemplares em todo o mundo desde seu lançamento. Foi o livro mais vendido no Brasil em 2012, superando best-sellers como “50 tons de cinza” e as biografias de Steve Jobs e Eike Batista.
Nascido no Rio de Janeiro, em 1945, cresceu em uma família católica praticante. Lembra que, quando garoto, ironizava os evangélicos da Assembleia de Deus. Frequentou o espiritismo e até terreiros de macumba, mas afirma que não encontrou “as respostas desejadas”. Quando se converteu na Igreja Nova Vida, jogou no chão as imagens e medalhas religiosas que carregava: “Fitei os olhos deles e, apontando o dedo com desdém, desafiei: ‘Desgraçados! Vocês me enganaram!’”, conta.
Quanto trabalhava numa agencia da Loteria da Guanabara, impediu a entrada de um monsenhor no escritório, que vinha buscar dinheiro, pois na época algumas sociedades católicas recebiam das loterias. “Eu barrei a Igreja Católica naquele dia. Simbolicamente, seria um prenúncio do que se tornaria a sina da Igreja Universal ao longo os anos”, conta no livro. Portanto, desde então faz questão de anunciar: “A sina da Universal é barrar a Igreja Católica”.
Ele fundou a IURD, em 1977, com o cunhado Romildo Ribeiro Soares, hoje na Igreja da Graça. Reunindo pessoas em um coreto no bairro do Méier, um dos mais populosos do Rio de Janeiro, ele chega agora aos mais de cinco mil templos, contando com mais de 10 mil pastores e bispos. Trata-se do maior e principal grupo neopentecostal do Brasil.
Macedo e Soares frequentavam a Igreja Pentecostal da Nova Vida, mas decidiram iniciar sua própria igreja, a princípio chamada “A Cruzada do Caminho Eterno”, depois “A Casa da Bênção” e finalmente “Igreja Universal do Reino de Deus”. Anos mais tarde os dois seguiram caminhos separados.
Além das grandes Catedrais da fé espalhadas pelo país, a sede no Rio, chamada Tempo da Glória do Novo Israel, em breve deve inaugurar uma réplica, em tamanho real, do Templo de Salomão em São Paulo.
O relato da compra da TV Record em 1989, por US$ 45 milhões, está no segundo volume da biografia. “Até hoje não sei como conseguimos. Não foi por caminhos semelhantes ao de qualquer negócio comum. Não houve cálculos detalhados nem estudos financeiros. Simplesmente, agi pela fé”.
Seu sucesso incomoda. A revista “Forbes” o colocou na lista dos homens mais ricos do Brasil, com uma fortuna avaliada em US$ 1,1 bilhão. Por outro lado, em 2007, a Polícia Federal o investigou pela prática de crimes de falsidade de ideológica, contra a fé pública, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro.  Em 2008, a Folha de São Paulo mostrou que Macedo era o “maior detentor de concessões na mídia eletrônica brasileira”, tendo 23 emissoras de tevê. Contudo, usando uma conta no paraíso fiscal das Ilhas Jersey, estaria apenas “esquentando” os dízimos recebidos pela Universal.
Além de enfrentar a mídia, o Ministério Público e a Polícia Federal, Macedo também tem brigas públicas com o ex-aliado Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus. Num dos momentos mais tristes do confronto, ambos acusaram o adversário de ter se instalado na igreja e na vida do rival.
Apesar de tudo isso, o bispo Edir Macedo continua sendo uma das pessoas mais influentes do país.
fonrte:gospelprime

Silas Malafaia lança seguro de vida para evangélicos

Neste sábado (21) o pastor Silas Malafaia lançou em seu programa “Vitória em Cristo”, na Rede TV! e Band, a Rede Abençoadora, um plano de seguro de vida voltado para o público evangélico.
A novidade faz parte de uma parceria entre a Associação Vitória em Cristo (AVEC) e a Zurich Seguros que oferece aos associados uma série de benefícios com um preço menor que R$10 mensais.
Malafaia explicou aos telespectadores como surgiu a ideia de lançar este produto e aproveitou para numerar a cobertura que a Rede Abençoadora oferece que é para acidentes pessoais, morte acidental, seguro residencial, além de desconto em consultas, exames e em medicamentos.
Em mais de 15 minutos o pastor mostrou como funciona esse produto citando os valores de descontos para exames que geralmente são caros como é o caso da ultrassonografia e do eletrocardiograma.
A intenção da AVEC e da Zurich é oferecer aos evangélicos um seguro que não ofereça benefícios apenas em caso de morte, como é o caso do seguro para imóveis que protege em caso de raios, incêndios, implosões e outros.
Para informações, acesse www.redeabencoadora.com.br ou ligue 4020-1724 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-0201724 (demais regiões).
Assista:
fonte: gospelprime

Reality show irá mostrar vida de cantor gospel milionário

 Um novo reality show chamado “Thicker Than Water”, expressão idiomática para dizer “Laços de Família”, mostrará a vida da família de um artista gospel.
Ben Tankard foi jogador de basquete profissional por dois anos. Em 1989 largou o esporte para iniciar uma promissora carreira musical no estilo gospel. São 17 CDs gravados desde então. Já ganhou muitos prêmios como músico e produtor. Além disso, possui sua própria gravadora voltado ao público religioso. Tem dois livros lançados. Seguidamente prega sobre “fé e finanças” e dá testemunho em diferentes igrejas evangélicas. Nas horas vagas, dedica-se a pilotar seus três jatinhos.
Ele vive em uma mansão de três andares na cidade de Nashville, juntamente com sua esposa, Jewel, os quatro filhos e a neta do casal, Diamond. Um dos aspectos que chama atenção é que seu cotidiano familiar baseia-se em uma convicção: “Deus quer que sejamos milionários”. Por isso o comercial da série anuncia que eles têm 7 veículos de luxo na garagem.
O programa ainda está sendo gravado, mas a estreia será domingo, 10 de novembro, às 21:00 no canal Bravo. Mesmo antes de chegar à telinha, já causou um grande problema para as igrejas evangélicas. Este é o terceiro reality mostrando a vida de líderes evangélicos, produzido por pequenos canais a cabo.
primeiro era sobre esposas de pastores, mas foi um fracasso de público. O mais recente, que mostrava a vida de seis pastores bem-sucedidos da cidade de Los Angeles teve maior repercussão. Mas a fórmula parece não estar desgastada.
Um clipe promocional mostra a tônica do programa. Seu lema é “Os Tankard demonstram por que ser rico é melhor”. Ben conta que já foi pobre, mas que Deus o deixou rico. Hoje seu ministério inclui um centro de treinamento para pastores e “futuros milionários”, um trabalho de motivação de jovens pobres usando os seus jatinhos. Além do trabalho de agenciamento de potenciais jogadores de basquete profissionais.
O canal Bravo diz em seu site: “Esta família integra uma forte convicção religiosa com seu gosto pelas coisas boas da vida”. O material de apresentação, que mostra cenas do primeiro episódio traz algumas falas controversas.
A matriarca Jewel se justifica: “A primeira vez que percebi que Deus desejava que fôssemos ricos estava terminando a faculdade. Fui a um culto onde um homem e uma mulher de Deus falavam como o Senhor queria nos abençoar. Então pensei “Oh, este é o Jesus que eu conheço… Nós, os Tankard, gostamos de tudo grande, incluindo carros, aviões, casas… mas estamos apenas fazendo o que Deus nos chamou para fazer. Às vezes isso incomoda as pessoas, mas se alguém vai ficar com essas coisas, por que não nós?”.
Ela acaba de lançar o livro “Milionaries Lifestyle” [Estilo de vida dos milionários] e tem um programa na internet que mescla assuntos espirituais com dicas sobre moda, compras e casamento.
Os filhos também revelam um pouco sobre si. A jovem Brooklyn conta que já teve problemas com a policia na adolescência. É mãe solteira, mas com fé conseguiu vencer.
O filho do meio, Benji, explica que seu sonho é ser mais rico que o pai. Para isso, pretende ser milionário dentro de 5 anos. “Provavelmente terei dois hotéis, algumas franquias do McDonald’s, estarei casado e com duas ou três crianças”, planeja.
A filha mais nova, Cyrene comemora: “Ser a mais jovem da família tem suas vantagens. Sei exatamente o que dizer e o que fazer para obter tudo o que eu quero. É muito fácil”.
Tanto Ben quanto Jewel eram divorciados quando se casaram. Britney, filha do primeiro casamento de Ben, acha que sua família foge dos padrões. Além dos 4 que vivem na casa, há Markus, que preferiu não participar do show televisivo. “É meio como se fossemos um quebra-cabeça, mas as vezes tem uma peça que não se encaixa. Gosto disso. Acho que sou eu”, diz ela rindo. 
   
Com informações de Christian Post e Bem Tankard.

Lei Maria da Penha protege gay ameaçado por ex-companheiro

Com base em medidas de proteção previstas na lei Maria da Penha, a Justiça do Pará determinou que o comerciante José Emizael Ferreira Batista deixasse a casa em que morava com seu companheiro, o também comerciante Pedro Carlos Ferreira Ribeiro, em Óbidos. A medida foi adotada a pedido do delegado Elinelson Silva, com base em denúncias de que Pedro teria sido vítima de violência doméstica praticada por José na residência do casal. 
Além de deixar a casa em que vivia com a vítima, José tem de se manter a uma distância mínima de 200 metros de Pedro. Ele também não pode entrar em contato com o comerciante, nem frequentar locais onde a vítima costuma ir.  
Em depoimento à polícia, Pedro afirmou que iniciou seu namoro com José em 2005.Em 2011, eles firmaram um contrato de união estável e, a partir de 10 de julho de 2012, assumiram publicamente o relacionamento e passaram a conviver na mesma casa. 
Segundo Pedro, José o ameaçava constantemente. "Ele me dizia que caso me encontrasse com outra pessoa iria me matar, o que causou e ainda me causa grande temor", disse o comerciante. 
Pedro afirmou que está separado do acusado a cerca de três meses e que o fim da relação ocorreu depois que José o acusou de traição. Segundo a vítima, os dois discutiram no comércio de que são proprietários e José chegou a fazer ameaças com uma barra de ferro em mãos.
O delegado afirmou que, em seu pedido feito à Justiça, a chamada tutela em favor da mulher prevista na lei Maria da Penha não se dá por conta do sexo e sim em virtude do gênero. 
"Entende-se como diferença de gênero aquela decorrente da sociedade e da cultura que coloca a mulher em situação de submissão e inferioridade, tornando-a vítima da violência masculina. Contudo, as medidas protetivas da Lei Maria da Penha merecem ser aplicadas às vítimas de violência em seu âmbito doméstico, familiar ou de relacionamento íntimo, mesmo que não seja somente a mulher, desde que demonstrada situação de risco ou de violência decorrente daquelas modalidades", disse o delegado. 
fonte:Jornal do Brasil

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Preso reclama de música gospel e é agredido por colegas de cela

Preso reclama de música gospel e é agredido por colegas de celaPreso reclama de música gospel e é agredido por colegas de cela
A 1ª Delegacia Metropolitana (1ª DM) de Aracaju (SE) registrou uma confusão entre presos por um motivo bem curioso: um preso reclamou do barulho das músicas religiosas cantadas pelos colegas de cela e acabou sendo agredido.
O chefe de custódia da unidade, Marcos Antônio Lima, confirmou a informação para o site Terra dizendo que o preso Jeferson França Santos, 22 anos, reclamou com seus colegas que estava com dor de cabeça por conta das músicas que eles cantavam durante um pequeno culto.
“Ele (o agredido) disse que o barulho estava o deixando com dor de cabeça, e pediu para pararem com a música, o que gerou o desentendimento”, disse Lima.
Jeferson teve um corte na testa por conta de uma pancada no rosto e a briga só não ficou mais séria por conta da rapidez com que os agentes da delegacia conseguiram conter a confusão.
Uma unidade do Samu foi chamada e Jeferson foi levado ao hospital, levando dois pontos na testa. Ele também passou uma radiografia e logo foi liberado. “Em duas horas e meia ele foi liberado, não teve nada mais sério”, disse o chefe da custódia da unidade.
Jeferson ficou com medo de represálias e preferiu não identificar quem foi o agressor, a ação da delegacia foi então suspender as visitas e o banho de sol de todos os três colegas que dividiam a cela com a vítima. Outra medida foi transferir Jeferson da unidade.
fonte:gospelprime

  • Agora eu sei que Deus é meu Pai, diz mulher  
  • Membros da Igreja Unificação ateiam fogo ao próprio corpo...
  • Cantor Gospel André Valadão manda pastor ‘fechar a boca..
  • Deficiente visual vai morar com pastor e cai em golpe...
  • Evangelistas alertam que o “avivamento final” está...
  • A idolatria invade as Igrejas Evangélicas
  • “Um segundo pode acabar com a nossa vida”: 
  • Vídeo cristão é censurado pelo Facebook e Youtube
  • Pastor perde toda família em acidente de trânsito
  • menina de família pobre chega à universidade aos 13 anos


    Pai vendeu o pouco que tinha para pagar os estudos da filha, que estudará microbiologia e sonha ser médica
    Pai vendeu o pouco que tinha para pagar os estudos da filha, que estudará microbiologia e sonha ser médica
    Em um país onde muitas meninas ainda são desencorajadas de ir à escola, Sushma Verma vive uma realidade promissora. A menina de 13 anos, de uma família pobre no norte da Índia, vai estudar microbiologia em uma universidade da Índia, depois que seu pai vendeu sua terra para pagar algumas das aulas de sua filha, na esperança de que Sushma possa ascender à crescente classe média indiana.
    Filha de pais analfabetos, Sushma terminou o ensino médio aos 7 anos e obteve uma licenciatura aos 13 anos. ”Eles me permitiram fazer o que eu queria”, disse a menina à agência Associated Press. “Espero que outros pais não imponham suas escolhas sobre os seus filhos”.
    Sushma tem três irmãos mais novos. A família mora em um apartamento de um quarto apertado em Lucknow, no norte da Índia. O pai dela é trabalhador da construção civil e ganha 200 rúpias (cerca de R$ 7,50). A casa não tem televisão. Seus bens mais preciosos incluem uma mesa de estudo e um computador de segunda mão. “Não tem nada a fazer a não ser estudar”, diz Sushma.
    A adolescente começa na semana que vem a ter aulas na Universidade BR Ambedkar Central de Lucknow. Nos últimos dias, o pai a levou para lá de bicicleta, para que Sushma pudesse se reunir com os professores antes do início das aulas.
    Ela gostaria de estudar medicina, mas pela lei só poderá fazer o curso depois que completar 18 anos. “Então, optei por fazer graduação em microbiologia e depois vou fazer um doutorado”, disse ela.
    Sushma não é a primeira pessoa prodígia na família. O irmão dela terminou o ensino médio aos 9 anos e se tornou um dos mais jovens graduados em ciência da computação da Índia aos 14 anos.
    Em outra família, Sushma poderia não ter sido capaz de chegar ao ensino superior. Milhões de crianças indianas ainda não estão matriculadas na escola e muitas delas são meninas cujos pais optam por manter em casa. Em algumas aldeias, as meninas são criadas para se casar.
    O pai de Sushma pai vendeu seu único pedaço de terra, de 930 m² por 25 mil rúpias (R$ 910) para cobrir algumas de suas mensalidades escolares. “Não houve oposição da minha família e amigos, mas eu não tinha nenhuma opção”, disse Tej Bahadur Verma, pai da menina.
    Sushma conseguiu também uma bolsa de estudos de uma ONG, com mais 800 mil rúpias (cerca de R$ 28,5 mil). Sua história atraiu o interesse de empresários e outras instituições de caridade. “A menina é uma fonte de inspiração para todos os estudantes”, disse o Dr. Bindeshwar Pathak, da instituição Sulabh International, que decidiu ajudar depois de ver a história de Sushma em um programa de televisão local.
    fonte:g1

    Uma pessoa se suicida no mundo a cada 40 segundos


    Um milhão de pessoas por ano se suicidam, uma quantidade maior que o total de vítimas de guerras e homicídios, um problema que se agrava, segundo o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) publicado em Genebra. O relatório foi elaborado para a décima edição do Dia Mundial de Prevenção de Suicídio que aconteceu na  segunda-feira (10).
    A OMS destacou que as taxas de suicídio mais elevadas são a dos países do leste da Europa, como Lituânia ou Rússia, enquanto as mais baixas se situam na América Central e do Sul, em países como Peru, México, Brasil ou Colômbia. Estados Unidos, Europa e Ásia estão na metade da escala e não há estatísticas sobre o tema em muitos países africanos e do sudeste asiático.
    "Uma pessoa se suicida no mundo a cada 40 segundos aproximadamente, ou seja, mais do que o número combinado das vítimas de guerras e homicídios", informou o relatório da Organização Mundial da Saúde.
    Problema grave
    O número de tentativas de suicídio ainda é muito grande, com 20 milhões de tentativas por ano. Segundo a OMS, 5% das pessoas no mundo fazem uma tentativa de suicídio pelo menos uma vez em sua vida.
    O problema está se agravando e o suicídio "se transformou em um problema de saúde muito importante" para a OMS, informou nesta sexta-feira o doutor Shekhar Saxena, ao apresentar esse relatório à imprensa em Genebra.
    "O suicídio é uma das grandes causas de morte no mundo e durante os últimos anos, sua taxa aumentou em 60% em alguns países", acrescentou. O suicídio é a segunda causa de morte no mundo entre os adolescentes de 15 a 19 anos, mas também alcança taxas elevadas entre pessoas mais velhas.
    A OMS destaca que há três vezes mais suicídios entre homens do que entre mulheres, independente das faixas de idade e os países considerados. Por outro lado, há três vezes mais tentativas de suicídio entre as mulheres que entre os homens.
    A disparidade entre as estatísticas é explicada pelo fato que os homens empregam métodos mais radicais que as mulheres para morrer.

    Igreja Universal do Japão promove projeto contra o suicídio

    Igreja Universal do Japão promove projeto contra o suicídio  | Noticia Evangélica Gospel

    O bispo Marcelo Rocha, da Igreja Universal do Reino de Deus do Japão, realizou um encontro no penúltimo dia de 2012 com a intenção de alertar sobre a quantidade de suicídios que são cometidos naquele país. O evento aconteceu no Grande Hotel em Hamamatsu, província de Shizuoka, e recebeu o nome de “Stop Suicídio”. A palestra reuniu centenas de pessoas que se interessaram pelo tema.

    Diversos assuntos foram abordados para alertar os presentes sobre um dos maiores problemas que aflige aque país onde anualmente cerca de 30 mil pessoas tiram suas vidas. Ao falar sobre este problema o bispo teve a oportunidade de mostrar uma saída para aqueles que já tiveram o desejo de se matar.  “Qual é o valor da sua vida? O diamante The Cullinan é o terceiro mais caro do mundo, custa 400 milhões de dólares. Porém, para Deus a sua vida é inestimável”.
    Rocha continuo o sermão falando sobre a humilhação que Jesus Cristo sofreu na cruz para que tenhamos salvação. “Ele fez o que ninguém teria coragem de fazer, o perfeito sacrifício, para lhe comprar e lhe salvar. As pessoas podem lhe desprezar, mas saiba que você tem um imenso valor para Deus.”
    Os presentes também puderam ouvir o testemunho de Sônia Okuyama, uma fiel que tentou se suicidar algumas vezes até que foi chamada para frequentar a igreja. “Os pensamentos de suicídio eram constantes, várias vezes estive a ponto de cometê-lo. Certa vez estava para pular de uma ponte, mas o meu celular tocou, era o pastor me ligando e convidando para ir à igreja”, testemunhou.
    “Foi então que desisti daquele ato e voltei para casa. Comecei a participar das reuniões na Igreja e, conforme fui ouvindo a Palavra de Deus, consegui vencer os pensamentos de suicídio e aprendi a me valorizar. Hoje, a minha vida tomou outro rumo. Sou feliz de verdade”.
    No final os obreiros e pastores presentes oraram por aqueles que estavam desanimados e que pensavam em tirar a própria vida.  

    Casal é preso por negociar filha de dois anos no Facebook





    Um casal de cariocas foi preso em flagrante, na noite desta terça (17), ao tentar vender a filha de 2 anos em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. A negociação foi feita por meio do Facebook com uma mulher de Campina Grande (PB), que resolveu denunciar o caso à Polícia Civil de Pernambuco e ao Ministério Público da Paraíba.
    De acordo com a delegada da Infância e Juventude da Paraíba, Nercília Quirino, a mãe da criança postou, na última sexta (13), um comentário sobre a vontade de doar a filha em um grupo aberto do Facebook. “Uma mulher de Campina Grande se interessou e começou a conversar com a carioca, que depois passou a mostrar sinais que queria dinheiro em troca da menina. Ela disse que precisava de dinheiro para viajar até a Europa, onde iria se prostituir. Quando percebeu que o assunto era sério, decidiu denunciar o crime”, explicou Quirino, que participa das investigações no Recife.
    Em acordo com policiais de Pernambuco e da Paraíba, a denunciante combinou um encontro com os pais da menina, na noite de hoje, em frente a uma estação de metrô no Centro de Jaboatão. No local, a criança seria entregue mediante pagamento de R$ 1,5 mil e um notebook. Eles também receberiam R$ 2.000, pagos em dez parcelas. Após fechar a negociação com a mulher, o casal foi preso. O flagrante ocorreu por volta das 19h.
    “O homem não participou das conversas na rede social, mas estava presente na hora da entrega, com a menina nos braços”, contou o delegado da Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) do Recife, Geraldo da Costa.
    O casal foi levado para a GPCA, na Zona Oeste do Recife, onde irá prestar depoimento. Segundo a polícia, a mulher de 23 anos disse trabalhar como manicure e homem, de 40 anos, como mototaxista. Eles foram procurados, mas não quiseram falar com a reportagem. “A criança está bem agora, antes mostrava-se muito apática, não sorria nem chorava. A mãe não mostrou nenhum tipo de apego nem amor à menina”, afirmou o delegado. A criança nasceu no Rio, mas morava com os pais em Pernambuco. Ela será levada para o Conselho Tutelar de Jaboatão dos Guararapes.
    O casal, que não vive mais junto, foi autuado em flagrante por entrega de filho a terceiro mediante pagamento ou recompensa, crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A polícia arbitrou fiança de R$ 15 mil para a mãe e R$ 15 mil para o pai. Se não puderem pagar, a mulher será levada à Colônia Penal Feminina, no Recife, e o homem ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana. Eles podem pegar um pena de até quatro anos de reclusão.
    A polícia informou que a denunciante do caso não será indiciada. “A moça tem uma filha biológica da idade da menina (negociada), é voluntária de um abrigo de crianças vítimas de violência, em Campina Grande, e se interessou pelo caso. Nós não a vemos como participante no crime. Ela percebeu que o crime ia acontecer, foi levando situação e correu para fazer denúncia. Ela teve muita coragem”, comentou a delegada Nercília Quirino.
    Ao G1, a denunciante contou que estuda serviço social e entrou no perfil sobre adoção para trabalhos científicos da faculdade. “Na sexta, vi o post da mãe da menina e achei estranho alguém oferecer adoção na rede social. Falei com ela para saber o real interesse. No começo, ela pediu R$ 5 mil. Eu disse que não tinha. No domingo, ela me procurou e fechamos o valor. Todo o contato foi pela internet, ela até mandou fotos da garota. Hoje, procurei o Ministério Público e a polícia. Estou me sentindo aliviada por ter mudado o futuro dessa criança”, detalhou.
    A Polícia Civil ainda informou que o casal tem uma filha de 5 anos e o homem, outra de 18 anos. As duas também serão encaminhadas ao Conselho Tutelar.
    fonte:g1

  • Brasil tem o menor número de católicos da história...
  • Japoneses fazem plástica nas mãos para mudar  
  • Doença misteriosa faz mulher ‘chorar pedras’ 
  • Trilhas de todas as novelas da Globo terão música ...
  • Filme que contará história de Thalles custará R$ 7...
  • Vídeo: Cassiane leva público às lágrimas  
  • Cantor Belo anuncia que pode seguir carreira gospel...
  • Filho de Netinho de Paula abandona pagode 
  • Emerson Fittipaldi fala de sua conversão
  • Papa vai perdoar pecados de fiéis pelo Twitter 
  • Criação de igreja é negociada até em anúncio  
  • segunda-feira, 16 de setembro de 2013

    Ex-detento se converte ao Evangelho e se torna diretor de presídio

    O modelo usado por Antônio Neto na unidade prisional permite que não hajam rebeliões ou abandono das tarefas.

    A história de Antônio Silva Neto, de 46 anos, ex-policial militar da Paraíba, condenado a 15 anos de prisão pelo homicídio doloso da esposa em 1991, é uma amostra das mudanças que o Evangelho permite.

    Open in new windowNeto afirma que quando era policial, seu trabalho era pautado pela violência: “Eu era um homem violento, motivado pelo clamor público e senso de justiça na época”, disse. “Meu objetivo era matar e tirar os criminosos de circulação. Quando cheguei à cadeia, conheci o inferno. Os presos batiam na grade e ficavam agitados com a minha presença”, relata.

    Embora tenha cumprido apenas um terço da pena em regime fechado, foi no período em que esteve preso que mudou de vida. Segundo Neto, as visitas que sua mãe fazia a ele, com dificuldade, são recordações doloridas: “Minha mãe me visitava constantemente, com muita luta, sem condições. Magra, cansada, a passos lentos. Aquilo me fazia chorar”, relembra o ex-policial.

    Ele detalhou o ambiente da prisão: “Cheiro de gente, de urina, de suor, de perfume, creolina… É difícil descrever. Um calor intenso e, às vezes, quase insuportável… Celas cheias, sem espaço para locomoção ou entrada de ar. Sem falar da vontade de sair, sem poder. O desejo de comer uma comida melhor, ainda que simples… Situações possíveis a quase todos, menos para quem está atrás das grades”, afirma, acrescentando: “Vivi um verdadeiro inferno dentro do presidio. Você pode imaginar! O fato de ter sido policial militar e ir conviver com as pessoas que eu prendi. O mais difícil era conseguir me manter vivo, afinal, recebia ameaças de morte constantemente”.

    Nesse período, Neto se esforçou para se comportar bem e contou com incentivo de evangelistas ligados à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD): “Eles me diziam que tinha jeito para minha vida, lembro-me muito bem, afirmavam que se eu colocasse minha fé em Deus, tudo iria mudar. Eu não tinha nada a perder, então, acreditei! Foi assim que consegui o poder de reescrever minha história”.

    Mudança

    Ao sair da prisão para um regime semi-aberto, Neto passou a trabalhar como vigilante da Assembleia Legislativa de seu estado, e isso o proporcionou reconstruir sua vida, e voltar a estudar. Em 2011, foi nomeado pelo governo estadual como diretor do presídio de Sapé, a 55 Km de João Pessoa, capital da Paraíba.

    Embora criticado, Neto passou a implantar novas formas de trabalho na administração do presídio, e por ser conhecedor das dificuldades da vida no presídio, criou um sistema de qualificação e trabalho para os detentos: “Fui muito criticado por colegas que integram a Segurança, mas, graças a Deus, venho desempenhado meu trabalho com sucesso e isso me fez ser convidado para participar de seminários e palestras no país e até mesmo na Bolívia, abordando o modelo de administração prisional”, revela o agora diretor, em entrevista ao Portal Correio.

    A unidade prisional que Neto comanda abriga 168 detentos, embora a capacidade seja de 70. O modelo usado por ele permite que, apesar da superlotação, não hajam rebeliões ou abandono das tarefas: “Há 100% de frequência. Eles estão nos ensinos fundamental e médio e realizam cursos de culinária, pintura, artesanato, horta e confecção de produtos de limpeza. Outro dado importante é que temos o menor índice de reincidência. De 100 presos liberados, apenas dois retornam”, comemora.

    Agora, Neto cursa o quinto semestre do curso de Direito, e pretende se tornar advogado na área criminalística: “As autoridades hoje também confiam no meu trabalho. Nosso modelo de gestão prisional tem sido visto como referência, por isso já viajei para vários Estados da Federação para falar do nosso exemplo. Nós somos o único presídio no Brasil onde todos os presos estão na sala de aula. Aprendem artesanato, também confeccionam o material de higiene usado na unidade prisional. Temos vários projetos como o cinema no presídio. Um resultado alcançado graças a muito esforço e apoio dos 34 agentes, que trabalham comigo”, disse ao site Eu Sou a Universal.

    Fonte: Gospel +

  • Brasil tem o menor número de católicos da história...
  • Japoneses fazem plástica nas mãos para mudar  
  • Doença misteriosa faz mulher ‘chorar pedras’ 
  • Trilhas de todas as novelas da Globo terão música ...
  • Filme que contará história de Thalles custará R$ 7...
  • Vídeo: Cassiane leva público às lágrimas  
  • Cantor Belo anuncia que pode seguir carreira gospel...
  • Filho de Netinho de Paula abandona pagode 
  • Emerson Fittipaldi fala de sua conversão
  • Papa vai perdoar pecados de fiéis pelo Twitter 
  • Criação de igreja é negociada até em anúncio