sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Entenda por que vestido que bombou na web pode 'ter cores diferentes'

Postagem no Tumblr que iniciou a discussão sobre a cor do vestido (Foto: Reprodução/Tumblr)

Postagem no Tumblr que iniciou a discussão sobre a cor do vestido (Foto: Reprodução/Tumblr

A polêmica sobre a cor de um vestido numa foto compartilhada na internet virou um dos temas mais discutidos nas redes sociais, em especial no Twitter, onde virou um dos assuntos mais comentados mundialmente.
A discussão gira em torno de se ele é preto e azul ou dourado e branco. Parece algo fácil de responder, não fosse o fato de que praticamente metade das pessoas vê de uma maneira e o resto vê de outra.
O vestido mostra que o nosso cérebro interpreta tudo como a gente quer. O vestido é o mesmo e o nosso cérebro toma liberdades"
Daniel Barros, psiquiatra
O psiquiatra Daniel Barros, consultor do Bem Estar, explica que o cérebro interpreta as informações dentro de um contexto e faz ajustes de cor de acordo com a iluminação. “O vestido mostra que o nosso cérebro interpreta tudo como a gente quer. O vestido é o mesmo e o nosso cérebro toma liberdades”, explica o doutor Daniel.
Ele mostrou uma ilusão de ótica muito conhecida que mostra que quando vemos uma mesma cor com um contexto mais claro ou mais escuro à sua volta, automaticamente tendemos a achar que ela é mais clara ou mais escura. Com o vestido ocorre algo semelhante: cada pessoa interpreta o contexto da imagem de uma forma, acreditando que as cores são preto e azul ou dourado e branco.
Para provar essa explicação, o psiquiatra ainda mostrou três versões diferentes da mesma foto com a luminosidade alterada, fazendo com que o vestido apareça com três combinações de cores diferentes (CONFIRA NO VÍDEO ACIMA).

Quando visualizada em um smartphone, a percepção da cor do vestido também pode ser influenciada pelo tipo de tela do aparelho. Foi o que observou Ronaldo Prass, colunista de tecnologia do G1, em um teste feito com três pessoas, que observaram a foto do vestido em dois modelos diferentes de smartphone.
Entenda
A foto do vestido foi postada no Tumblr por um usuário chamado "swiked" na quarta-feira (25). Mas só após o site de entretenimento Buzzfeed perguntar a opinião dos leitores, na quinta-feira, que a dialética começou.
A publicação do Buzzfeed foi visualizada quase 22 milhões de vezes até a manhã desta sexta-feira. Uma pesquisa na publicação mostrou que 72% das pessoas acreditam que o vestido é branco e dourado.)
fonte:G1

  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • ***TESTEMUNHOS REAIS***
  • quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

    Chilena de 14 anos com doença grave faz apelo a Bachelet para deixá-la morrer



    Valentina Maureira faz apelo em vídeo para a pesidente chilena Michelle Bachelet (Foto: Reprodução/Facebook/ Valentina Maureira)Valentina Maureira faz apelo em vídeo para a pesidente chilena Michelle Bachelet (Foto: Reprodução/Facebook/ Valentina Maureira)
    Valentina Maureira tem 14 anos, cerca de 35 kg e um desejo: que a deixem morrer.
    A adolescente sofre de fibrose cística, uma doença hereditária e degenerativa que afeta seus pulmões, fígado e pâncreas. Ela pediu à presidente do Chile, Michelle Bachelet, que autorize a aplicação de uma injeção letal.
    "Peço com urgência para falar com a presidente, porque estou cansada de viver com esta doença e ela pode autorizar a injeção para que eu durma para sempre", disse ela Valentina em vídeo publicado em seu perfil no Facebook na noite de domingo. 
    A mensagem já recebeu mais de 5 mil "curtidas" e foi compartilhada mais de 1,6 mil vezes.
    A mesma doença matou seu irmão mais velho aos seis anos de idade e, há menos de um mês, um amigo e companheiro de hospital.
    "Ele era um dos meus melhores amigos e, mesmo dando 100% de si, sofria. Vê-lo morrer me chocou", disse Valentina à BBC, por telefone, do hospital onde está internada.
    "São 14 anos de luta, todos os dias, e para minha família tem sido pior. Estou cansada de seguir lutando, porque vejo sempre o mesmo resultado. É muito cansativo."
    O Chile não permite a eutanásia nem o suicídio assistido e a jurisprudência no país dá pouca autonomia em termos de direitos aos pacientes.
    O gabinete de Bachelet disse à BBC que a presidente emitirá um comunicado oficial sobre o caso.
    "Não pensei que fosse chegar tão alto. Gostei disso porque pode motivar muitas pessoas. E isso (a doença) é uma realidade", disse a jovem.
    "É sobre a minha qualidade de vida", disse. "É isso que não tenho."
    Luta familiar
    A fibrose cística é a doença hereditária fatal mais comum entre pessoas caucasianas. Provoca o acúmulo de muco espesso e pegajoso nos pulmões, no tubo digestivo e em outras partes do corpo, provocando infecções que podem levar à morte.
    Causada pela mutação do gene CFTR, é passada hereditariamente de forma autossômica recessiva - isto é, a chance de que um casal de pais portadores da mutação tenham filhos que desenvolvam a doença é de 25%.
    A luta da família Maureira Riquelme contra a fibrose cística tem mais de duas décadas. Michael, o mais velho, morreu aos seis anos de idade, em 1996.
    "Ele entrou no hospital aos dois anos, pesava dois ou três quilos", disse Fredy Maureira, pai de Valentina.
    Sua segunda filha é portadora saudável e Valentina, a mais nova, foi diagnosticada com a doença aos seis meses.
    Estima-se que a doença atinja um em cada 8 mil recém nascidos vivos no Chile, segundo dados do Ministério da Saúde - ou cerca de 30 novos casos por ano.
    No Brasil, são cerca de 1,5 mil pessoas com a doença, de acordo com o Ministério da Saúde.
    'Papai, estou cansada'
    A família faz, há anos, uma campanha para conseguir que a menina realize os transplantes de pulmão, fígado e pâncreas.
    Seu pai ganhou fama em 2009 ao pedir pela imprensa que a cantora Madonna adotasse Valentina e a levasse aos Estados Unidos para que os transplantes fossem realizados.
    O pedido sensibilizou artistas, atletas e autoridades locais, que participaram de uma iniciativa para arrecadar US$ 400 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão) para cobrir os custos das cirurgias. Mas a meta não foi atingida.
    Além do dinheiro, há outros desafios: Valentina deve completar 15 anos para fazer a cirurgia, seu peso é inferior ao mínimo exigido e não há órgãos compatíveis.
    Mas o maior deles parece ser o cansaço da jovem.
    "Ela me disse: 'Pai, não quero mais, papai, estou cansada'. Porque mesmo com o transplante não há garantias. 'E se eu morrer no transplante?', ela me disse", disse Fredy à BBC.
    Mesmo assim, o vídeo postado por Valentina surpreendeu a família.
    "Fiquei em choque. Eu não uso redes sociais, uso um telefone velho e no domingo à noite começaram a me ligar, desde jornalistas a deputados, me contando sobre o vídeo", disse o pai.
    fonte:G1




     *** falando de amor ***

  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • ***TESTEMUNHOS REAIS***
  • ***você está pronto para se transformar em uma águia?***
  • Desembargador do PI derruba decisão que mandava tirar WhatsApp do ar


    WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas para celular e computador. (Foto: Divulgação/WhatsApp)Desembargador disse que tema deve ser estudado com mais calma (Foto: Divulgação/WhatsApp)
    Uma decisão do desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), derrubou o mandado judicial que mandava tirar do ar o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. Consta no sistema eletrônico do TJ que a liminar foi deferida nesta quinta-feira (26), mas o site omite os motivos da decisão por se tratar de um processo que corre em segredo de Justiça. Em entrevista para a TV Clube, afiliada Globo do Piauí, o desembargador Alencar disse que as empresas telefônicas e seus usuários não devem ser penalizados por uma decisão judicial.
    Me baseei no direito que a empresa tem de não ver cerceada a prestação de serviço para o povo brasileiro. A empresa não tem nenhuma relação com o WhatsApp, não armazena os arquivos do aplicativo e não tem nenhuma relação com a decisão judicial (que pedia ao WhatsApp que cooperasse com a Polícia Civil do Piauí)", afirmou.
    O juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, proferiu mandado judicial no dia 11 de fevereiro para que o aplicativo fosse tirado do ar. O magistrado deu decisão após a empresa não colaborar com investigações da Polícia Civil do Piauí. "A postura da empresa se mantém inerte às solicitações da Justiça Brasileira, desrespeitando decisões judiciais a bel-prazer, tornando-se ‘terra de ninguém’, atentando contra a soberania nacional", disse o juiz por meio de nota à imprensa.
    Juiz informou que WhatsApp descumpriu decisões judiciais repetidamente (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Juiz informou que WhatsApp descumpriu decisões
    judiciais (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
    Na decisão contrário à de Luiz Moura, o desembargador  Raimundo Nonato disse ainda que é preciso ter mais calma com o assunto. “Entendi que a decisão (de pedir a suspensão do WhatsApp), pelo alcance que atinge, exigia uma medida que revelasse a sua eficácia imediata. Entendi que era preciso estudar com calma e mais comedidamente o tema. Entretanto, é claro que a empresa deve fornecer as informações que a justiça solicitou”, disse Raimundo Nonato da Costa Alencar.

    G1 falou com o escritório de advocacia responsável pelo pedido de liminar no TJ, que confirmou representar algumas empresas de telefonia, mas que não poderia dar mais detalhes sobre o caso por se tratar de um processo que segue em segredo de Justiça. O Sindicato das Empresas de Telefonia ainda não se pronunciou sobre a nova decisão.

    Entenda o caso
    O Núcleo de Inteligência da Polícia Civil informou na quarta-feira (25) que um mandado judicial expedido em 11 de fevereiro pedia a suspensão temporária das atividades do WhatsApp. O pedido ocorreu após a empresa se negar a dar informações para uma investigação policial.
    De acordo com o delegado geral do Piauí, Riedel Batista, as investigações a que se referem o juiz acontecem por meio da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), que precisou de informações contidas no WhatsApp e o aplicativo se negou a fornecer.

    A Secretaria de Segurança do Piauí disse que os processos judiciais que originaram as decisões tiveram início em 2013, mas até o momento os responsáveis pelo WhatsApp não acataram as ordens. Nesta quinta-feira (26), o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar derrubou a decisão de tirar o WhatsApp do ar, mas manteve a obrigatoriedade de a empresa prestar as informações solicitadas pela Polícia Civil.
    fonte:G1
  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***

  • Nova ‘Lei do Islã’ gera críticas de muçulmanos na Áustria

     Comunidades islâmicas estão proibidas de receber dinheiro de fora, o que desagrada aos muçulmanos. Com atualização de lei de 1912, governo quer "islã com caráter austríaco".
    Comunidades islâmicas estão proibidas de receber dinheiro de fora, o que desagrada aos muçulmanos. Com atualização de lei de 1912, governo quer “islã com caráter austríaco”
    Para a coalizão que governa a Áustria, composta pelo Partido Social Democrata da Aústria (SPÖ) e do Partido Popular Austríaco (ÖVP), a nova Lei do Islã poderia servir de modelo para outros países europeus.
    Mas as pessoas diretamente afetadas pela nova lei não escondem a apreensão. “A Áustria já foi vista como modelo de relação com a população muçulmana. Eu espero que isso se mantenha, mas é realmente questionável”, diz Carla Amina Baghajati, porta-voz da Confissão Religiosa Islâmica na Áustria (IGGiÖ).
    Em questão está a atualização de uma lei de 1912, introduzida pelo imperador Franz Josef 1º, quando ele anexou a Bósnia e Herzegovina ao Império Austro-Húngaro. A lei concedia aos muçulmanos vários dos direitos que católicos, protestantes e judeus já tinham, como educação religiosa específica nas escolas do Estado.
    A comunidade islâmica, porém, achava que isso não era o suficiente. Há uma década, ela começou um movimento por mudanças, em parte porque as leis protestantes e judaicas eram mais abrangentes do que a lei para os muçulmanos, que tinha apenas uma página e meia. Além disso, há cada vez mais muçulmanos na Áustria.
    Crescimento acelerado
    O islã é a religião que mais cresce na Áustria. Em 2013, quase 7% da população se declarava muçulmana – são quase 574 mil pessoas, ante 339 mil em 2001. Estima-se que 12,5% da população em Viena seja muçulmana.
    A comunidade abrange uma ampla variedade de etnias e práticas religiosas. A maioria dos muçulmanos é de origem turca e bósnia, mas existem também muitos árabes, persas e chechenos. Os grupos têm variações nas suas práticas religiosas. A comunidade alevita foi reconhecida somente em 2010.
    Também há registros de problemas. Conforme estimativas recentes, 190 pessoas provenientes da Áustria, a maioria exilados chechenos, deixaram o país para lutar em grupos extremistas, como o “Estado Islâmico”.
    Neste ano, a polícia austríaca deteve vários menores de idade por suspeita de envolvimento com o terrorismo. Num caso que chamou a atenção, duas adolescentes viajaram para a Síria em abril do ano passado para se casar com jihadistas.
    Esses casos, somados aos recentes ataques em Paris e Copenhague, azedaram as negociações para uma atualização da lei de 1912. “Aos olhos do público, a Lei do Islã se tornou uma lei de segurança pública”, sintetiza.
    Medidas restritivas
    Imagem: DivulgaçãoEntre outras coisas, a nova lei dá aos muçulmanos folga do trabalho em dias religiosos sem o risco de qualquer tipo de punição. Eles poderão ter orientação espiritual quando servirem o Exército e também na prisão, em hospitais e casas de recuperação. Eles também terão o direito de receber comida preparada conforme os preceitos da religião.
    Por outro lado, a lei proíbe mesquitas de receberem financiamentos do exterior e também proíbe imãs que recebem dinheiro de fora de pregar na Áustria. A lei também incentiva o ensino da fé muçulmana em alemão e não em outras línguas, como o turco, o que é frequente hoje.
    O novo texto também lembra aos muçulmanos que as leis do Estado de Direito precedem as crenças religiosas e dá ao Estado o direito de revogar o reconhecimento de uma comunidade caso ele acredite que ela não segue a lei.
    “Nós queremos um Islã com um caráter austríaco”, disse o ministro da Integração, Sebastian Kurz, na televisão pública ORF, em outubro passado.
    A comunidade muçulmana argumenta que nenhum outro grupo religioso enfrenta restrições quanto ao recebimento de recursos financeiros do exterior. A Igreja Católica recebe recursos do Vaticano, os protestantes, da Alemanha, e os judeus recebem apoio de Israel e dos Estados Unidos.
    Influência externa
    “[No caso das outras religiões], nós não temos que nos preocupar com a influência de outras nações. Por isso tivemos que ser um pouco mais restritos sobre o financiamento de outros países no caso do Islã”, argumenta Kurz.
    A porta-voz do Partido Social Democrata, Alexandra Hopf, disse que uma razão para essas restrições é que, ao longo dos últimos cem anos, o islã não se integrou no país como se esperava. O governo da Turquia, por exemplo, continua financiando um grande número de imãs que vivem na Áustria por um período limitado, não aprendem alemão e continuam pregando em turco.
    “Existe muita influência política. Nós queremos ver imãs treinados aqui, pregando em alemão, entendendo a nossa cultura”, argumenta.
    Vai funcionar?
    A comunidade islâmica também tem objeções à inclusão da observação de que a lei do Estado precede as leis religiosas – uma formulação que não existe em nenhum outro lugar. “É como se eles acreditassem que a sharia vai tomar conta da Áustria”, argumenta Baghajati. “Nós dissemos várias vezes que somos pelo pluralismo, pelo domínio da lei e pela igualdade.”
    Mas os representantes do governo austríaco dizem que estão orgulhosos da nova lei. “Levou muito tempo. Foi discutido intensamente, e nós estamos orgulhosos disso. Nós acreditamos que ela ancora o Islã no nosso país”, diz Hopf.
    Baghajati não está tão confiante. Muitos líderes muçulmanos discutiram a possibilidade de levar a lei ao tribunal constitucional da Áustria, mas nenhuma decisão foi tomada.
    “A velha lei era significativa para os muçulmanos. Ela nos dava laços emocionais profundos com a Áustria. Depois que essa nova lei for aprovada, eu não estou certa de que os muçulmanos vão continuar sentindo esse mesmo vínculo emocional”, diz Baghajati.

    Fonte: DW
  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • Alemanha usa pessoas cegas para detectar câncer de mama




       

    Imagem: DivulgaçãoExames para detectar câncer de mama estão sendo feitos por mulheres cegas na Alemanha. A ideia já existe há alguns anos, e uma pesquisa inédita sugere que pessoas cegas podem, de fato, detectar tumores mais cedo do que aquelas que enxergam.
    Esta ideia simples, mas surpreendente, passou pela cabeça de um médico alemão uma manhã enquanto ele estava tomando banho: mulheres cegas poderiam fazer seu trabalho muito melhor do que ele?
    “Três minutos é o tempo que eu tenho para fazer exames clínicos das mamas”, diz o ginecologista baseado em Duisburg Frank Hoffmann.
    “Isso não é suficiente para encontrar pequenos nódulos no tecido mamário, o que é crucial para detectar o câncer de mama cedo”.
    Pessoas treinadas para ler em braille tem o tato altamente desenvolvido. Por isso, Hoffmann supôs que as mulheres cegas e com deficiência visual seriam mais qualificadas do que qualquer outra pessoa para realizar exames de mama em seus pacientes.
    A evidência agora é inequívoca, diz ele.
    Em um estudo ainda não publicado, realizado com a Universidade de Essen, mulheres cegas conseguiram detectar quase um terço a mais de nódulos que outros ginecologistas.
    “Mulheres que fazem autoexame podem sentir tumores de 2 cm ou maiores”, diz Hoffmann.
    “Os médicos costumam encontrar tumores entre um centímetro e dois centímetros, enquanto os examinadores cegos encontraram nódulos com tamanhos entre 6 mm e 8 mm. Isso faz uma diferença real. Esse é o tempo que um tumor leva para se espalhar pelo corpo”.
    Experiência
    Dr. Hoffmann treinou pessoas cegas para fazer exames
    Dr. Hoffmann treinou pessoas cegas para fazer exames
    Na Alemanha e no Reino Unido, mamografias regulares são oferecidas apenas a mulheres com 50 anos ou mais – porém, em ambos os países, o câncer de mama é a maior causa de morte de mulheres entre 40 e 55 ano, e na Alemanha, a idade das mulheres afetadas está caindo.
    Hoffmann diz que fundou sua organização, Discovering Hands, para salvar vidas pela detecção precoce. Ele desenvolveu um curso para treinar mulheres cegas para se tornarem examinadoras médicas táteis (MTEs, na sigla em inglês), e agora existem 17 trabalhando em clínicas em toda a Alemanha.
    Uma delas, Filiz Demir, atende cerca de sete mulheres por dia, realizando exames que podem durar até 45 minutos – o que seria pouco usual para um ginecologista.
    Paciente
    Uma das pacientes de Hoffmann, Heike Gothe, disse que deve sua vida a uma dessas examinadoras.
    Ainda tendo que lidar com a morte prematura de seu marido por doença, Gothe assumiu o comando do negócio da família, uma pequena empresa de exportação internacional de sucesso. Mas não demorou muito para que ela recebesse seu próprio diagnóstico.
    “Eu tinha sentido um caroço no meu seio direito e fui ver o médico”, diz Gothe. “Eles confirmaram o que eu tinha encontrado e, em seguida detectaram um pequeno nódulo no lado esquerdo, com apenas 2 milímetros de tamanho. Ele nem sequer apareceu na ultrassonografia ou mamografia, apenas o MTE cego sentiu”.
    O encontro deste pequeno tumor pode ter salvado sua vida. Ambos os tumores foram diagnosticados como malignos, mas com quimioterapia e radioterapia, ela superou o câncer.
    Gothe é uma batalhadora, mas credita sua energia e positividade a estes exames feitos por um MTE a cada seis meses. Segundo Gothe, é assim que ela consegue dormir à noite e tocar seu negócio.
    “O medo aparece de vez em quando”, diz Gothe. “E só consigo lidar com isso porque sei que estou em boas mãos”.
    Algumas companhias de seguros alemães também estão convencidas. Seis delas agora cobrem os custos para os seus pacientes fazerem esses exames clínicos das mamas.
    Enquanto novos MTES ocupam cargos permanentes em clínicas por toda a Alemanha e na Áustria, o fundador do Discovering Hands, Frank Hoffmann, está em negociações com Israel e Colômbia. Ele vê oportunidades ainda mais longe.
    “Estou convencido”, diz ele, “de que, especialmente em países que não são tecnicamente tão avançados como a Alemanha, este modelo poderia melhorar a qualidade de normas médicas muito dramaticamente”.

    Fonte: Folha






    *** falando de amor ***
  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • ‘Hoje, policial é babá de bandido’ diz Beltrame



     Imagem: Clarice Castro/GERJ

    Em entrevista ao jornal ‘O Globo’, o secretário de segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou que o maior problema do avanço da criminalidade está na legislação, pois a polícia até prende os criminosos, mas depois é obrigada a soltar.
    “Quer um exemplo? Policiais da 33ª DP (Realengo) foram cumprir mandados de prisão contra uma quadrilha especializada em roubos de veículos e assaltos a estabelecimentos comerciais. Um dos integrantes do bando havia sido preso em flagrante na semana anterior por receptação de carro roubado. Isso é consequência da Lei 12.403, da qual o atual ministro da Justiça (José Eduardo Cardozo) foi relator enquanto deputado federal. Ela diz que a pessoa que comete um crime com pena prevista de até quatro anos de prisão pode responder ao inquérito em liberdade”.
    Ele também afirmou ser a favor da redução da maioridade penal.
    “Hoje, policial é babá de bandido. Ele fica esperando o menor cometer uma infração para pegá-lo em flagrante”.
    Ele afirmou que já entregou , junto com outros secretários do Sudeste, um projeto de lei para o Congresso com a proposta de aumento em um terço da pena de quem pratica homicídios contra agentes públicos. Ele Pretende ir à Brasília no dia 25, para participar de uma manifestação no Congresso, organizada pelo deputado subtenente Gonzaga (PDT-MG) , para acelerar este processo.
    Para o secretário o problema mais grave da segurança pública no Brasil, é facilidade com que se tira uma vida.
    “Tiram a vida das pessoas de uma maneira muito natural. Tiram por causa de um carro, de um celular, de R$ 30. Todos têm sua parcela de culpa. Não me isento da minha, quando uma pessoa liga para o 190, e não há uma viatura para o atendimento. O sistema de segurança tem que funcionar como numa engrenagem. Se algo não estiver bem, a engrenagem emperra. No Brasil, não há o hábito das pessoas sentarem numa mesa e resolver o problema. Tudo termina com cada um na sua. Termina em vaidade e poder”.

    Fonte: O Globo




    *** falando de amor ***
  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • Decisão judicial pode tirar WhatsApp do ar em todo o Brasil



    Imagem: DivulgaçãoUma decisão da justiça do Piauí pode tirar o aplicativo WhatsApp do ar em todo o Brasil. O juiz Luiz Moura Correia determinou que as empresas que fornecem acesso à internet bloqueiem o serviço de mensagens, que pertence ao Facebook.
    A notícia publicada nos sites do O Globo e Época, foi confirmada a Exame.com pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí. Uma foto do mandado judicial expedido pela justiça do Piauí, enviado à Telefônica Vivo e, supostamente, também a outras empresas de telecomunicações, foi publicada no site da Época. O texto diz:
    “Suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial, em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados”
    A decisão foi tomada em 11 de fevereiro e teria sido comunicada à Telefônica Vivo no dia 19.
    O motivo seria o descumprimento de uma ordem judicial anterior que pedia informações não liberadas pelo WhatsApp, de acordo com o site INFO. Essas informações estariam ligadas a um processo que teve início em 2013 e que corre em segredo de justiça.
    Trata-se de uma investigação ligada à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, referente a imagens compartilhadas por usuários por meio do serviço WhatsApp, segundo a INFO.
    A nota divulgada pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí não explica por que o mandado judicial, publicado no dia 11 e encaminhado aos provedores de infraestrutura e às operadoras de telefonia móvel, não foi cumprido ainda.
    No entanto, a nota cita que todas as decisões judiciais foram tomadas com base na Lei que instituiu e disciplinou o Marco Civil da Internet.
    A Telefônica Vivo estaria, agora, numa batalha jurídica para cassar o mandado judicial.

    Fonte: Exame


    *** falando de amor ***
  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***
  • EI ameaça matar cerca de 150 reféns cristãos na Síria


    De acordo com a CNN, grupo extremista deverá divulgar vídeo nesta quarta-feira ameaçando matá-los
    De acordo com a CNN, grupo extremista deverá divulgar vídeo nesta quarta-feira ameaçando matá-los
    O Estado Islâmico (EI) está mantendo mais cristãos assírios reféns do que havia sido informado inicialmente e planeja divulgar um vídeo nesta quarta-feira (25) ameaçando matá-los, informou a CNN. Os assírios foram sequestrados durante uma série de ataques na terça-feira em aldeias perto da cidade de Tal Tamer, no Nordeste da Síria.
    Osama Edward, fundador da Rede de Direitos Humanos da Assíria, disse à emissora que o grupo extremista está agora com 150 reféns. Estimativas iniciais colocavam o número de sequestrados entre 70 e 100 pessoas, entre eles mulheres, crianças e idosos.
    O vídeo será dirigido ao presidente americano, Barack Obama, e a outros membros da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o EI, segundo Edward.
    A última mensagem recebida dos reféns foi um texto de uma das sequestradas para o marido. Ela disse que os sequestradores estavam interrogando os reféns se as mulheres eram membros de milícias locais.
    Edward afirmou temer que os reféns enfrentem o mesmo destino de assírios alvos no Iraque e dos 21 egípcios cristãos decapitados pelo braço do EI na Líbia, há duas semanas
    A organização ativista “Raqqa está sendo massacrada silenciosamente” informou no Twitter que o EI moveu reféns assírios para Raqqa, um reduto do Estado Islâmico.
    Edward informou que cerca de 35 vilas e cidades assírias agora estão sob poder de jihadistas, forçando milhares de famílias a deixarem as suas casas.
    Cerca de 600 famílias se refugiaram na Catedral de St. Mary, em Hassakeh, no Nordeste sírio.
    O EI atacou numerosos grupos minoritários durante uma ofensiva sangrenta para criar um califado em regiões capturadas na Síria e no Iraque.

     Fonte: O Globo

  • *** o que está acontecendo com essa geração?***
  • *** reflexão***
  • ***ADORAÇÃO***
  • ***APRENDENDO***
  • ***BELEZA***
  • ***ESTUDOS BÍBLICOS***
  • ***IGREJA PERSEGUIDA***
  • ***NOTÍCIAS GOSPEL***
  • ***PENSAMENTOS***