sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Pastor evangélico é preso por estuprar filha durante seis anos

Homem confessou o crime na DDM de Jundiaí (Foto: Google Maps/Divulgação)Homem confessou o crime na DDM de Jundiaí
(Foto: Google Maps/Divulgação)






O pastor de uma igreja evangélica deJundiaí (SP) foi preso depois de confessar à Polícia Civil ter estuprado a filha durante seis anos. Segundo informações da polícia, o suspeito, de 57 anos, é dirigente da instituição religiosa e admitiu que abusava da filha, hoje com 14 anos, desde que ela tinha 8.
Em entrevista ao G1 nesta sexta-feira (26), a delegada responsável pelo caso, Maria Beatriz de Carvalho, explica que o homem foi denunciado à polícia depois que a esposa percebeu atitudes estranhas do marido.
“Ela disse que não sabia de detalhes, mas notou que o marido sempre ia ao tanque de roupas sujas e pegava uma calcinha da filha. Depois disso, a mulher resolveu conversar com um pastor acima do homem na hierarquia da igreja, que recomendou que ela procurasse a polícia”, afirma a responsável pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí.
A menina nunca havia contado sobre os abusos sexuais até ser ouvida na delegacia. Ainda segundo a delegada, o homem obrigava a adolescente a dormir na cama do casal. “Ele a queria sempre por perto. Por isso, obrigava a filha a dormir na cama do casal para que ele pudesse passar a mão nela quando tivesse vontade. Além disso, ele batia na adolescente por ciúme de outros garotos”, ressalta Maria Beatriz. Além da menor, o casal tem outro filho, que não foi assediado pelo pai.
Reincidência
Após a denúncia da mãe, a polícia fez buscas pelo suspeito, que foi encontrado e confessou o crime na delegacia na quarta-feira (24). Conforme as investigações da polícia, esta não foi a primeira vez que ele foi denunciado por abusar sexualmente de um menor de idade. “Ele já foi preso por um caso de estupro ocorrido há 20 anos com um sobrinho”, afirma a delegada.
Por conta da confissão e do caso de reincidência, a delegada pediu a prisão preventiva do pastor, que foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista (SP) e pode ser condenado a até 15 de reclusão por estupro.
fonte:G1

Homem é mantido preso por engano durante 15 dias









Um instalador de elevadores de Curitiba, no Paraná, foi preso por engano em Foz do Iguaçu, no oeste do estado, e só foi solto esta semana, depois de 15 dias detido. Ele foi detido na rodoviária no começo de fevereiro quando embarcava a mulher de volta para a capital. Rodrigo da Silva Costa tem o mesmo nome de um suspeito com mandado de prisão expedido no Pará. Além disso, a mãe dos dois também tem o mesmo nome, o que reforçou a confusão.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná disse que a Polícia Civil vai investigar o caso e apurar as responsabilidades.
Ao ser abordado por dois policiais, Costa apresentou os documentos. “Um dos policiais me perguntou como era o meu nome. Respondi: Rodrigo da Silva Costa. Ele continuou e quis saber o nome da minha mãe. Maria do Carmo da Silva Costa, falei. E ele disse: ‘Tá batendo tudo certo!’. E me algemaram”, lembra.
Segundo o instalador, o suspeito é do Pará e ele é nascido no Piauí. “Um no norte e outro no nordeste do país. Além disso, ele tem 23 anos e eu completei 21”, observa.
Depois de três dias preso na delegacia da Polícia Civil, Costa foi encaminhado com outros detidos para a Cadeia Pública Laudemir Neves, onde ficou mais 12 dias.
Os advogados contratados pela esposa dele passaram este tempo tentando provar que ele não era a mesma pessoa citada no mandado de prisão. “Ele nunca teve passagem pela polícia, nem pelo judiciário. Já o Rodrigo criminoso, vulgo ‘Camarão’, responde vários processos, entre eles por furto, roubo e homicídio. Ele é procurado, mas parece que já está até morto”, comentou o advogado André Habitzreuter.
Para que ele deixasse a cadeia e provar a sua inocência, os advogados entraram com pedidos de habeas corpus em Foz do Iguaçu, no Piauí e no estado do Pará, que determinou a soltura de Rodrigo por se tratar de pessoas diferentes. “Nos dias de hoje, não pode acontecer uma ilegalidade dessas, de um inocente ser preso no lugar de um culpado. Por isso, vamos processar o estado do Paraná”, reforçou o defensor.
“O pior foi ficar trancado sem dever. Fiquei esses quinze dias numa cela fechada. Quando saí para falar com o advogado, minhas pernas estavam até duras”, conta Rodrigo sobre a experiência ruim e que pretende esquecer.
 Fonte:G1


Decisão da Justiça libera a produção e venda de foie gras em São Paulo


Prato de foie gras (Foto: Stephanie Diani/The New York Times/Arquivo)Prato preparado com a iguaria francesa foie gras (Foto: Stephanie Diani/The New York Times/Arquivo)
O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu nesta quarta-feira (24) permitir a produção e a comercialização do foie gras, iguaria típica da culinária francesa, na cidade de São Paulo. Em 14 de julho, uma liminar judicial suspendeu a lei que proíbe a produção e comercialização do fígado gordo de ganso ou pato. Cabe recurso agora apenas no Superior Tribunal de Justiça.
A Prefeitura de São Paulo diz que vai recorrer de decisão. "A Procuradoria Geral do Município tem o dever de defender a vigência de todas as leis municipais aprovadas e sancionadas. Por conta disso, recorrerá da decisão", afirma em nota.


A lei municipal que proibia a produção e comercialização da iguaria foi publicada no dia 26 de junho de 2015 no Diário Oficial da cidade e tinha prazo de 45 dias para entrar em vigor. Nesse período, os restaurantes e empórios foram autorizados a vender o produto. Em seguida, uma liminar na Justiça suspendeu a proibição.
A Associação Nacional de Restaurantes (ANR) entrou com um ação na Justiça solicitando a revogação da decisão.
O foie gras é o fígado gordo de ganso ou pato, resultado de um método milenar conhecido como gavage, em que os animais são forçados a se alimentar. Ativistas consideram o método cruel.
Segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), a medida é de interesse público porque "denota a preocupação em se coibir a crueldade e os maus-tratos aos animais".






  • Documentos mostram como era feito desvio de verba ...
  • Filho de Eduardo Campos toma posse como chefe de Gabinete...
  • Dilma pede a evangélicos apoio no combate ao Aedes...
  • Shoppings em Moscou são esvaziados após ameaça de bombas ...
  • Ministro da Justiça assina petição pela liberação ...
  • Cubanos ‘fogem’ do país e vão para os EUA
  • Novo ‘HD’ guarda arquivos para sempre
  • O ‘maldito’ que se tornou líder cristão no Sri Lanka...
  • Cristãos se reúnem em igrejas subterrâneas nas Maldivas...
  • Turista argentina é esfaqueada e morta em Copacabana...
  • EUA dizem ter destruído centenas de milhões de dólares...
  • Vacina contra vírus da zika se mostra promissora ..
  • Mulher flagra criatura misteriosa em praia ...
  • Só um livro brasileiro entra no top 100 de universidade..
  • EUA recomendam que grávidas considerem não vir aos Jogos do Rio

    Pesquisa propõe dupla infecção do mosquito Aedes aegypti para evitar transmissão de dengue, chikungunya e zika  (Foto: Cameron P. Simmons/Divulgação)O mosquito Aedes aegypti, que transmite o vírus da zika (Foto: Cameron P. Simmons/Divulgação)
    O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos recomendou nesta sexta-feira (26) que grávidas considerem não viajar aos Jogos Olímpicos (agosto) e Paralímpicos (setembro) no Rio de Janeiro por conta da epidemia do vírus da zika no Brasil.

    "Por causa da epidemia do zika, o CDC recomenda às mulheres grávidas que considerem não viajar às Olimpíadas", diz a nota do órgão.
    No comunicado, o órgão recomenda que as mulheres que têm que ir aos Jogos Olímpicos conversem com seus médicos antes. "Se você viajar, deve seguir estritamente as medidas para prevenir a picadas do mosquito” Aedes aegypti.

    O CDC ainda alerta àquelas que têm parceiro que vão aos Jogos que podem estar sob o risco de transmissão sexual da zika. "Ou use camisinha da maneira certa, toda vez, ou não faça sexo durante a gravidez", diz.

    Em janeiro, o CDC já havia recomendado que grávidas adiem viagens para 14 locais afetados pelo zika vírus, inclusive o Brasil.
    Nove grávidas infectadas nos EUA
    Mais cedo, o CDC divulgou um balanço sobre os nove casos nos EUA de mulheres grávidas infectadas com o vírus da zika numa viagem a um país afetado pela epidemia. Segundo o balanço, entre estas nove mulheres, duas tiveram abortos espontâneos, duas abortaram e três já deram à luz. Das crianças nascidas, uma sofre com um tipo grave de microcefalia.
    Autoridades no Havaí, onde a criança nasceu, informaram sobre este caso em janeiro, dizendo em seguida que o laboratório dos CDC confirmou que a infecção foi transmitida de mãe para filho. A mulher vivia no Brasil em maio de 2015, no início de sua gravidez.

    Outras dez estão passando por avaliações no país.
    As nove mulheres tinham viajado para regiões geográficas onde o mosquito Aedes aegypti, que transmite a zika, está ativo: arquipélago de Samoa, Brasil, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, México e Porto Rico.
    Relação com microcefalia
    Suspeita-se que este vírus pode ter causado milhares de casos de microcefalia no Brasil nos últimos meses, embora a ligação entre a zika e a malformação genética ainda não tenha sido comprovada cientificamente.

    Desde o início do ano foram notificados 6.579 casos de Zika no Rio de Janeiro, de acordo com dados levantados até 18 de fevereiro da Secretaria Municipal de Saúde, que também registrou aumento expressivo nos casos de dengue, também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.
    Autoridades municipais e os organizadores dos Jogos têm dito a quem pretende visitar o Rio na Olimpíada para não ter medo, uma vez que o mês de agosto, no inverno, é uma época em que o clima estará mais seco e mais frio, proporcionando condições menos hospitaleiras para o mosquito que transmite o vírus.
    fonte:G1





  • Documentos mostram como era feito desvio de verba ...
  • Filho de Eduardo Campos toma posse como chefe de Gabinete...
  • Dilma pede a evangélicos apoio no combate ao Aedes...
  • Shoppings em Moscou são esvaziados após ameaça de bombas ...
  • Ministro da Justiça assina petição pela liberação ...
  • Cubanos ‘fogem’ do país e vão para os EUA
  • Novo ‘HD’ guarda arquivos para sempre
  • O ‘maldito’ que se tornou líder cristão no Sri Lanka...
  • Cristãos se reúnem em igrejas subterrâneas nas Maldivas...
  • Turista argentina é esfaqueada e morta em Copacabana...
  • EUA dizem ter destruído centenas de milhões de dólares...
  • Vacina contra vírus da zika se mostra promissora ..
  • Mulher flagra criatura misteriosa em praia ...
  • Só um livro brasileiro entra no top 100 de universidade..
  • 48% dos médicos foi reprovada pelo Cremesp em 2015...
  • Viajar para Marte pode levar 30 minutos

    Marte: pesquisador da Nasa acredita em técnica que permite viagens de 30 minutos ao planeta vermelho




    Nasa, agência espacial americana, estuda uma técnica de lançamento de espaçonaves que pode reduzir o tempo de viagem para Marte, que atualmente é de seis a oito meses, para apenas 30 minutos.
    Chamada de propulsão de energia direcionada, essa técnica consiste em disparar um laser de alta potência – entre 50 e 100 gigawatts – em uma espaçonave e, com isso, acelerá-la a uma fração significativa da velocidade da luz, cerca de 30%. 
    O plano da Nasa é usar essa técnica para explorar exoplanetas que podem abrigar vida e que estejam em um raio de 25 anos-luz. 


    Também seria possível visitar a Alpha Centauri, que é a terceira estrela mais brilhante no céu vista a olho nu e está a pouco mais de quatro anos-luz de distância do Sol. Nesse caso, a viagem levaria 15 anos.
    Esse tipo de lançamento é estudado por um pesquisador da Nasa, que trabalha na divisão de Conceitos Inovadores Avançados. Philip Lubin, do Grupo de Cosmologia Experimental da Universidade de Santa Bárbara explicou a ideia no ano passado. O assunto foi abordado recentemente no canal da Nasa no YouTube, que poderá ser visto ao final da reportagem.
    O pesquisador garante que a tecnologia para fazer isso já existe e não é coisa de ficção científica.
    "Poderíamos impulsionar um veículo robótico de 100 kg [com 1 m de altura] para Marte em poucos dias", afirma Lubin, no vídeo.
    No entanto, a Nasa ainda não tem projetos em andamento para utilizar esse tipo de propulsão na exploração espacial – apesar de existirem algumas propostas.
     fonte:Exame.com




  • Documentos mostram como era feito desvio de verba ...
  • Filho de Eduardo Campos toma posse como chefe de Gabinete...
  • Dilma pede a evangélicos apoio no combate ao Aedes...
  • Shoppings em Moscou são esvaziados após ameaça de bombas ...
  • Ministro da Justiça assina petição pela liberação ...
  • Cubanos ‘fogem’ do país e vão para os EUA
  • Novo ‘HD’ guarda arquivos para sempre
  • O ‘maldito’ que se tornou líder cristão no Sri Lanka...
  • Cristãos se reúnem em igrejas subterrâneas nas Maldivas...
  • Turista argentina é esfaqueada e morta em Copacabana...
  • EUA dizem ter destruído centenas de milhões de dólares...
  • Vacina contra vírus da zika se mostra promissora ..
  • Mulher flagra criatura misteriosa em praia ...
  • Só um livro brasileiro entra no top 100 de universidade..
  • 48% dos médicos foi reprovada pelo Cremesp em 2015...
  • Brasileiros se revoltam com ovos da Garoto a US$ 1,99 nos EUA


    © Fornecido por Notícias ao Minuto

    A publicação de uma foto de um brasileiro em Boston (EUA) vem causando discussões nas redes sociais. Compartilhada cerca de 34 mil vezes ate a data de hoje (26) a foto retrata ovos de Páscoa da Garoto a venda em um supermercado de Boston nos Estados Unidos por 1.99 dólar (R$8 em cotação atual). Diversos comentários invadiram a publicação indignados com a grande diferença de preço e a inflação brasileira, já que a diferença de preço chega a 73% e os ovos são produzidos no Brasil.
    Paulista de Jundiaí, Luciano Dias flagrou anúncio de ovos de Páscoa Kinder Ovo por 2.50 dólares( R$10 em cotação atual), valor este 81% mais barato do que em supermercados cariocas conforme informações do Portal Extra do Globo, que também ressalta uma montagem que circula pela internet com Ovos KitKat vendidos por uma libra na Inglaterra e vendidos no Brasil pela bagatela de R$ 53.89.
    Ainda segundo informações do Extra, a Garoto esclareceu que “A Chocolates Garoto informa que este item, ovo de páscoa Garoto 215g, não foi produzido para a campanha de 2016, conforme o registrado na foto. A companhia não comercializa seus produtos diretamente para o consumidor e sim para estabelecimentos parceiros, sendo assim não interfere no preço praticado por eles. A Chocolates Garoto entende que cada ponto de venda possui autonomia e critérios próprios para definir seus preços, inclusive com liberdade para oferecer promoções durante e pós Páscoa. Além disso, o preço de cada estabelecimento é definido com base em diversos fatores, entre eles a carga tributária aplicada em cada país.”
    Já a Kinder acrescentou que"“Kinder é uma marca desenvolvida para as crianças, preocupada não somente em oferecer delicias pensadas para as suas exigências, como também construir uma relação de confiança com os pais. Kinder tem como prática seguir o posicionamento de preço de seus produtos acompanhando as características de mercado de cada país.”
    fonte:Notícias ao minuto

  • Documentos mostram como era feito desvio de verba ...
  • Filho de Eduardo Campos toma posse como chefe de Gabinete...
  • Dilma pede a evangélicos apoio no combate ao Aedes...
  • Shoppings em Moscou são esvaziados após ameaça de bombas ...
  • Ministro da Justiça assina petição pela liberação ...
  • Cubanos ‘fogem’ do país e vão para os EUA
  • Novo ‘HD’ guarda arquivos para sempre
  • O ‘maldito’ que se tornou líder cristão no Sri Lanka...
  • Cristãos se reúnem em igrejas subterrâneas nas Maldivas...
  • Turista argentina é esfaqueada e morta em Copacabana...
  • EUA dizem ter destruído centenas de milhões de dólares...
  • Vacina contra vírus da zika se mostra promissora ..
  • Mulher flagra criatura misteriosa em praia ...
  • Só um livro brasileiro entra no top 100 de universidade..
  • 48% dos médicos foi reprovada pelo Cremesp em 2015...
  • quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

    Para 80% dos venezuelanos não tem dinheiro para comer ou comprar remédios

    De acordo com um relatório do Banco Central, os preços dos alimentos aumentaram 315% na Venezuela em 2015
    De acordo com um relatório do Banco Central, os preços dos alimentos aumentaram 315% na Venezuela em 2015



    Oito em cada dez venezuelanos afirmam não ter dinheiro suficiente para comprar alimentos ou remédios, de acordo com uma pesquisa da empresa Venebarómetro. Os dados refletem a piora na situação econômica do país nos últimos 22 meses.

    Com uma inflação subindo em ritmo acelerado – 68,5% em 2014 e 180,9% em 2015 – o estudo da empresa de pesquisas explica que há dois anos a população tem menos capacidade para cobrir seus gastos. As respostas dos entrevistados para a pergunta “o dinheiro deu para comprar ou pagar bens ou serviços básicos durante janeiro?” comprovam essa realidade. 79,6% afirmaram que sua renda não foi suficiente para a comida e 79,9% para os medicamentos, enquanto que 89,7% não teve condições de comprar roupa e 64,8% não teve como pagar pelos serviços de educação.
    De acordo com um relatório do Banco Central, os preços dos alimentos aumentaram 315% na Venezuela em 2015. E em relação a abril de 2014, o aumento foi de 646%, segundo dados oficiais. No caso dos medicamentos, a situação é ainda pior, pois, segundo o Venebarómetro, já em abril de 2014, 63,9% dos entrevistados afirmaram não poder comprar todos os remédios necessários para sua saúde.
    A pesquisa foi realizada entre 21 e 31 de janeiro em lares urbanos e rurais, com 1.200 pessoas dos dois gêneros e todos estratos socioeconômicos. A margem de erro é de 2,37% e o nível de confiança é de 90%.

    Fonte: Veja




  • Documentos mostram como era feito desvio de verba ...
  • Filho de Eduardo Campos toma posse como chefe de Gabinete...
  • Dilma pede a evangélicos apoio no combate ao Aedes...
  • Shoppings em Moscou são esvaziados após ameaça de bombas ...
  • Ministro da Justiça assina petição pela liberação ...
  • Cubanos ‘fogem’ do país e vão para os EUA
  • Novo ‘HD’ guarda arquivos para sempre
  • O ‘maldito’ que se tornou líder cristão no Sri Lanka...
  • Cristãos se reúnem em igrejas subterrâneas nas Maldivas...
  • Turista argentina é esfaqueada e morta em Copacabana...
  • EUA dizem ter destruído centenas de milhões de dólares...
  • Vacina contra vírus da zika se mostra promissora ..
  • Mulher flagra criatura misteriosa em praia ...
  • Só um livro brasileiro entra no top 100 de universidade..
  • 48% dos médicos foi reprovada pelo Cremesp em 2015...
  • EUA investigam 14 casos de zika transmitidos sexualmente

    Há suspeita de que alguns casos do vírus da zika no país podem ter sido transmitidos por via sexual
    Há suspeita de que alguns casos do vírus da zika no país podem ter sido transmitidos por via sexual









    As autoridades sanitárias norte-americanas anunciaram nesta terça-feira (23) que investigam 14 novos casos do vírus da zika nos Estados Unidos que podem ter sido transmitidos por via sexual.

    Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) informaram que vários dos casos envolvem mulheres grávidas, consideradas como de maior risco já que o vírus está relacionado a casos de malformações em crianças recém-nascidas.
    A agência norte-americana reforçou a orientação para o uso de preservativos ou abstenção de atividade sexual caso uma pessoa viva ou viaje para algum dos mais de 20 países da América Latina e do Caribe onde a zika está presente.
    “Em todos os casos nos quais há informação disponível, os viajantes foram homens e informaram sintomas duas semanas antes de suas mulheres, que não viajaram, sentirem os sintomas”, disse o relatório dos CDC.
    “Estes novos relatórios sugerem que a transmissão sexual pode ser uma forma de transmissão mais provável do que se pensava”, apontou.
    Apesar disso, os CDC afirmaram que a principal forma de transmissão da zika é o mosquito Aedes aegypti, que também transmite dengue, febre amarela e a febre chikungunya – por isso se recomenda prevenir a picada.
    Os Estados Unidos informaram o primeiro possível caso de transmissão sexual do vírus da zika há algumas semanas, depois que um homem que esteve na Venezuela teria infectado a parceira ao retornar.
    Por ora, não existem casos de mulheres que tenham transmitido a zika para seus parceiros, disseram os CDC.
    Embora em geral os sintomas da zika sejam leves – febre baixa, dor de cabeça e nas articulações, manchas no corpo – o vírus tem sido associado a casos de microcefalia, uma malformação congênita irreversível, que provoca danos irreparáveis no desenvolvimento motor e cognitivo da criança.

    Fonte: AFP



  • Documentos mostram como era feito desvio de verba ...
  • Filho de Eduardo Campos toma posse como chefe de Gabinete...
  • Dilma pede a evangélicos apoio no combate ao Aedes...
  • Shoppings em Moscou são esvaziados após ameaça de bombas ...
  • Ministro da Justiça assina petição pela liberação ...
  • Cubanos ‘fogem’ do país e vão para os EUA
  • Novo ‘HD’ guarda arquivos para sempre
  • O ‘maldito’ que se tornou líder cristão no Sri Lanka...
  • Cristãos se reúnem em igrejas subterrâneas nas Maldivas...
  • Turista argentina é esfaqueada e morta em Copacabana...
  • EUA dizem ter destruído centenas de milhões de dólares...
  • Vacina contra vírus da zika se mostra promissora ..
  • Mulher flagra criatura misteriosa em praia ...
  • Só um livro brasileiro entra no top 100 de universidade..
  • 48% dos médicos foi reprovada pelo Cremesp em 2015...